HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Procafé: Chuvas param processo de perda, mas safra 2021 de café já está comprometida nas principais regiões do BR

Publicado em 30/10/2020 16:01 e atualizado em 30/10/2020 17:39 508 exibições
Rodrigo Naves Paiva - Eng. Agr. MSc. Fund. PROCAFÉ
Confira a entrevista com Rodrigo Naves Paiva - Eng. Agr. MSc. Fund. PROCAFÉ

Podcast

Confira a entrevista com Rodrigo Naves Paiva - Eng. Agr. MSc. Fund. PROCAFÉ

Download

LOGO nalogo

Na última quinta-feira (29), a Fundação Procafé emitiu um comunicado informando que o cenário é caótico para a próxima safra de café do Brasil. Minas Gerais e Alta Mogiana/SP enfrentam o maior déficit hídrico dos últimos anos, além das altas temperaturas que também agravam as condições do corredor cafeeiro. 

Segundo Rodrigo Naves Paiva, engengeiro agrônomo do Procafé, foram registradas três floradas nas principais áreas produtoras do país, mas que todas aconteceram com temperaturas elevadas e baixo volume de água no solo. "Isso dificultou muito com relação ao pegamento dessas flores. Houve essa indução das floradas no período seco e muito quente, e houve uma queda de botões florais", afirma o especialista. 

A região do sul de Minas é justamente  a mais prejudicada pela intensa seca. Segundo Rodrigo, em Boa Esperança/MG, já registra um déficit hídrico acima de 300 mm, sendo uma das mais impactadas pela falta de chuva e altas nas temperaturas. 

"O que tem que ser mensurado de agora em diante é a quantificação das perdas. Sabe-se que em algumas regiões as perdas foram maiores e em outras menores, porém, no quadro geral, a produção de 2021, naturalmente menor devida à bienalidade negativa está ainda mais prejudicada pela situação de déficit hídrico elevado associado às altas temperaturas verificadas nos momentos das floradas", destacou o Procafé. 

>>> Déficit hídrico: Procafé alerta para cenário caótico nas lavouras de café arábica

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário