Massa de ar frio , atípica para essa época do ano, faz temperaturas despencarem no Sul do país. Onda de frio prejudica lavouras

Publicado em 18/11/2016 13:44
630 exibições
Atraso no desenvolvimento e comprometimento do potencial produtivo são alguns problemas provocados pelas quedas de temperaturas fora de época
Confira a entrevista de Luiz Renato Lazinski - Meteorologista Inmet

Neste momento, o sul do Brasil enfrenta uma queda atípica na temperatura, causada por uma massa de ar forte que deverá ter seu pico neste sábado, quando as temperaturas mais baixas devem ser registradas bem próximas de 0ºC nas áreas mais altas.

De acordo com Luiz Renato Lazinski, meteorologista do Inmet, o quadro é favorecido pela presença do La Niña, que abre passagem com maior facilidade para a entrada de massas de ar frio. Outra massa foi registrada anteriormente, no dia 29 de outubro, ocasião na qual foram registradas geadas.

O meteorologista aponta que, portanto, a chance de geada é muito pequena com a nova massa de ar. "Se ocorrer, serão leves e mais restritas a algumas áreas", aponta.

A partir da próxima semana, a massa de ar frio já deve voltar para o oceano, trazendo novamente o calor para a região, que também deve passar por um veranico em novembro.

Lazinski aponta ainda que a massa de ar frio "não prejudica as lavouras", mas pode ser fator de atraso para o desenvolvimento das culturas, uma vez que a planta, nesta época, estaria mais adaptada a temperaturas mais altas. Para o milho, este fator não deve afetar diretamente, mas plantas como a soja e o feijão "gostam de temperaturas mais altas", como ele descreve.

O Centro-Oeste e o Nordeste do país, por sua vez, devem passar por uma situação "tranquila" no que diz respeito a chuvas, que serão boas na região e virão "frequentes e constantes".

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário