La Niña ganha força e vai até o inverno, diz meteorologista

Publicado em 09/03/2018 11:47 e atualizado em 09/03/2018 14:15
17418 exibições
Após baixa, intensidade do fenômeno volta a subir em um repique e faz com que situação se agrave ainda mais na Argentina, que já sofre com sua pior estiagem em 30 anos. Além disso, deve se estender até o inverno e trazer o frio mais cedo, que pode avançar até o sudeste.

LOGO nalogo

Luiz Renato Lazinski, meterologista do Instituto Nacional de Meterologia (Inmet), avalia que o La Niña, apesar de estar diminuindo a sua intensidade, deverá voltar a se intensificar ao longo do outono e do inverno.

Este fenômeno traz um impacto negativo na produtividade do centro-sul, sobretudo no sul do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai. Em outros locais, as chuvas podem vir irregulares, com períodos que chovem pouco e períodos que chovem muito.

A tendência é que a estiagem, assim, permaneça na Argentina. Com plantios em fase crítica de enchimento de grãos, os volumes devem continuar abaixo da média na maior região produtora do país, que envolve as províncias de Buenos Aires, Santa Fe e Córdoba. Este padrão de chuvas escassas deverá ocorrer até abril, como aponta Lazinski, bem como as temperaturas devem permanecer altas.

Leia mais:

>> Argentina: região afetada pela seca não deve receber chuvas significativas até a próxima semana

>> Na Argentina, soja de segunda etapa pode ter rendimentos próximos a 25 sc/ha

Para o milho safrinha brasileiro, as chuvas devem ficar regulares para o Centro-Oeste, mas São Paulo, Mato Grosso do Sul e a região Sul do Brasil devem enfrentar problemas. Existem chances de geada no inverno, mas o meterologista acredita que serão mais espaçadas.

Ele visualiza, ainda, que o início da primavera deve ser de La Niña fraco ou neutro, de forma que o clima no Centro-Sul pode continuar ruim para a safra 2018/19.

La Nina- Abril a Junho

Comportamento do La Niña entre abril e junho - Fonte: NOAA

La Nina Julho a Setembro

Comportamento do La Niña entre julho e setembro - Fonte: NOAA

Brasil - Precipitações março a maio

Precipitações esperada para o Brasil entre março e maio - Fonte: Inmet

Por: João Batista Olivi
Fonte: Notícias Agrícolas

2 comentários

  • anderson moura galvao Fortaleza - CE

    Que bom..., La Niña venha moderada ou forte intensidade, o Nordeste precisa de muita chuva --- principalmente o Ceará, que vem sofrendo com chuva abaixo do normal.... o açude Castanhão é o maior reservatório do Brasil...

    5
    • ANDERSON MOURA GALVAOFORTALEZA - CE

      Nesta madrugada de sábado choveu muito em Fortaleza... que o bom Deus seja louvado...

      1
    • AILTON PINTO ALVES FILHO -

      ...podiam ter posto legenda no mapa de precipitação acumuladas

      1
  • João Carlos remedio São José dos Campos - SP

    Para dizer que existem chances de geada no inverno não precisa ser Meteorologista; só pode ser piada!

    28
    • CARLO MELONISAO PAULO - SP

      Mas todos nos abemos que as vezes vem forte e outras vezes nao---Teve anos que acabou com os cafezais-----Geada nao e' toda igual----

      2