Bloqueio perde força apenas no final da semana e mais chuvas chegam ao BR central

Publicado em 14/01/2019 16:27 e atualizado em 14/01/2019 17:29
2099 exibições
Pelo menos até o final desta semana e início da próxima, apenas chuvas em forma de pancadas e isoladas atingem o Brasil central. Depois, o bloqueio atmosférico perde forças e volumes mais expressivos retornam à região. A semana ainda será de precipitações mais expressivas nos extremos Norte e Sul do país.
Naiane Araújo - Meteorologista do INMET

Podcast

Entrevista com Naiane Araújo - Meteorologista do INMET sobre a Previsão do Tempo

Download

 

LOGO nalogo

Naiane Araújo, meterologista do INMET, destacou ao Notícias Agrícolas nesta segunda-feira (14) que as previsões climáticas para o final de semana foram concretizadas. As chuvas foram volumosas no Sul do país, especialmente no Rio Grande do Sul, onde algumas cidades decretaram estado de emergência.

O Bloqueio Atmosférico continuou presente no centro-leste e no Oceano Atlântico, impedindo o desenvolvimento de nuvens mais abrangentes. As pancadas de chuva são bastante pontuais, associadas ao calor e à umidade.

Entre 18 e 19 de janeiro, esse bloqueio deve ser rompido e um canal de umidade deve ser organizado pela área Central do país. Nessa época do ano, as mudanças acontecem mais rapidamente - de forma que, hoje, nada indica que esse bloqueio será rompido, embora a previsão aponte para tal.

A região Nordeste, nas últimas horas, aumentou sua área de abrangência das chuvas. No Pará, onde há bons volumes de chuva, as instabilidades estão bastante ativas. Para os próximos dias, as áreas de instabilidade devem se manter sobre Tocantins e Paraná, com volumes mais significativos atuando de forma pontual em direção ao Maranhão e ao Piauí. Por sua vez, a região Sudeste está em situação mais delicada, com pouca chuva prevista no norte de São Paulo.

Os modelos estendidos mostram uma mudança do bloqueio na região Central e uma diminuição dos volumes na região Sul.

Por Jhonatas Simião e Izadora Pimenta
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário