DA REDAÇÃO: Falta soja e milho no Rio Grande do Sul

Publicado em 14/08/2012 14:21 e atualizado em 14/08/2012 15:54 517 exibições
Grãos: RS sofre com falta de soja e milho.Esmagadoras e indústrias de ração estão entre atividades mais afetadas.Altos preços estão desequilibrando setor agropecuário.Avicultura e suinocultura precisam de mecanismos para se manter.
As esmagadoras e indústrias de ração vêm sofrendo com a falta de soja e milho no Rio Grande do Sul. A disparada dos preços dos grãos, causada pela estiagem nas regiões produtoras dos Estados Unidos, está desequilibrando o setor agropecuário.

"O milho subiu em Chicago e a conta das exportações ficou viável, o que acaba balizando os preços",diz Kleber Bordignon, diretor da AgroInvvesti Corretora. Segundo ele, a medida em que o cereal sai do centro oeste, acaba indo para fora do país e não para o Rio Grande do Sul em virtude dos custos de logística.

A única saída para quem precisa de soja na região, no entanto, acaba sendo buscar a oleaginosa no centro-oeste, mesmo com os altos custos de transporte. "Os segmentos precisam de mecanismos para se manter, e as indústrias precisam gerar um farelo de soja que seja comprável no mercado", analisa Bordignon.

De acordo com o diretor da AgroInvvesti, a situação pode levar setores como a avicultura à falência.
Por:
Thaís Jorge e João Batista Olivi
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • ivo angelo rossoni fava Redentora - RS

    E a tendencia de falta de milho é de continuar, pois o plantio tende a ser menor por alguns motivos:

    -preço da soja;

    -preço dos insumos, uréia e adubo subiram na hora de definirmos o plantio de milho (março,abril);

    -semente de milho com preços bem mais altos que no ano passado;

    -venda dos melhores hibridos somente a vista;

    -preço de milho em queda na hora de definir área de plantio;

    -mercado futuro de milho fora do ar. Estavam dizendo que a safrinha de milho do centro-oeste, dava e sobrava.

    Todos estes fatores fizeram com que os produtores de milho optasem por soja.

    Que me desculpem os compradores de milho, preço de pedra abaixo de R$ 25,00 em março e abril, vai faltar milho no ano seguinte.

    0