DA REDAÇÃO: Café recua 400 pontos nos principais vencimentos em NY

Publicado em 22/05/2013 17:48 e atualizado em 22/05/2013 18:53 446 exibições
Café: preços recuam 400 pontos nos principais vencimentos em NY e julho perde patamar importante de US$1,30/libra peso. Início da colheita no Brasil e falta de ferramentas de apoio à comercialização ajudam a explicar queda.

Nesta quarta-feira (22) o café arábica encerrou as negociações na Bolsa de Nova York com uma forte queda, recuando cerca de 400 pontos nos principais vencimentos e perdendo o importante patamar de US$ 1,30/libra-peso no contrato julho.

Os preços negociados hoje são os piores desde o início de 2010 e o principal motivo para essa acentuada queda é a substituição do café arábica pelo café conillon. A entrada da safra brasileira também influenciou as baixas.

Além disso o governo brasileiro ter estabelecido o mínimo e R$ 307,00/saca, porém sem as ferramentas necessárias para o apoio a comercialização, também prejudicam a produção. De acordo com André Santaella, da Maximus Agentes de Investimentos, com os preços tão baixos no mercado futuro a consequência é direta no mercado físico e produtores já encontram dificuldade para vender o café fino acima de R$ 290,00/saca.

Com esses preços os agricultores trabalham no vermelho e Santaella orienta aos produtores que vendam devagar e tentem esperar os momentos pontuais de aumento no preço, mas sem deixar de participar da comercialização.

Por:
Aleksander Horta e Paula Rocha
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário