DA REDAÇÃO: Governo não respeita agricultura no Brasil, diz Presidente da Sociedade Rural Brasileira

Publicado em 19/09/2013 14:23 e atualizado em 19/09/2013 17:44
454 exibições
Política: Sociedade Rural Brasileira denuncia sucateamento do Ministério da Agricultura sob a administração de pessoas sem capacidade técnica para os cargos. Momento é de falta de comando e de desrespeito ao agricultor e ao pecuarista brasileiro.

As ações do Ministério da Agricultura influenciam diretamente no setor que representa 40% das exportações brasileiras e emprega 37% das pessoas em todo o país.

No entanto, segundo o Presidente da Sociedade Rural Brasileira, Cesário Ramalho, falta comando e respeito ao maior setor da economia brasileira e também falta respeito ao agricultor e ao pecuarista.

“O governo central não está tendo respeito com os agricultores e está sucateando o Ministério da Agricultura. Ficamos chocados quando 2 dos principais dirigentes do Ministério foram demitidos sumariamente, o Secretário de Defesa Agropecuário, Ênio Marques, e o Secretário de Relações Internacionais, Célio Porto, e por uma troca por pessoas não inseridas no contexto. Isso causou uma profunda revolta, inclusive nos próprios fiscais federais, que se mantêm em greve rejeitando essa nomeação”, afirma Ramalho.

A Sociedade Rural Brasileira faz a sua parte denunciando essa questão, uma vez que o sucateamento do Ministério da Agricultura é histórico e o atual Ministro tem um prazo de validade vencida. Ramalho diz que eles estão suportando essa questão político-partidária no Ministério da Agricultura, a qual não é adequada: “O Ministério da Agricultura é a maior trincheira da agricultura brasileira e só temos esse monte de problemas, como a questão indígena, quilombola e florestal porque perdemos o poder político. Retiraram do Ministério da Agricultura as principais ações e levaram para o Palácio do Planalto”.

Por: Kellen Severo e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário