DA REDAÇÃO: Menor oferta e consumo lento é o cenário para o mês de julho, véspera da entressafra da pecuária

Publicado em 04/07/2011 13:47 e atualizado em 04/07/2011 16:37 392 exibições
Boi gordo: consumo está mais fraco com a concorrência do menor preço da carne de frango. Frio prejudica pastagens e mesmo assim oferta de animais é pequena, comprovando o final da safra.

O mercado do boi gordo inicia o mês de julho muito pressionado pelo consumo lento por conta da concorrência com o menor preço da carne de frango. Mesmo em véspera de confinamento, a queda nas temperaturas prejudicou a qualidade das pastagens, obrigando o pecuarista a desovar os últimos animais da safra no mercado, ainda assim muito pouca.

Lygia Pimentel, especialista em boi da XP Investimentos, explica que a pressão exercida principalmente no mercado físico do boi com a pouca oferta no atacado indica para o consumidor nova alta de preço para ele. Com a carne de frango, mais barata, a tendência então é para a substituição das proteínas animais.

Apesar do momento, Pimentel aposta em ajuste de preço na maioria das praças pecuárias do Brasil, dependendo exclusivamente da relação entre a oferta e a demanda em julho.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário