DA REDAÇÃO: Mercado reflete expectativa do discurso de Ben Bernanke nesta sexta-feira

Publicado em 25/08/2011 13:31 e atualizado em 25/08/2011 17:20 691 exibições
Grãos: expectativa por pronunciamento de Ben Bernanke faz pregão diurno operar com forte volatilidade em Chicago nesta quinta-feira. Mesmo se medidas não agradarem macroeconomia, fundamentos sustentam grãos até outubro.
O mercado de grãos, em leve oscilação durante a semana, tem preços sustentados, apoiados no curto a médio prazo, conforme avaliação do analista de mercado Pedro Dejneka. Para ele, o momento é de cautela, pois há muito barulho no mercado. Aliás, o discurso de Ben Bernanke, presidente do FED (Federal Reserve), nesta sexta-feira (26), às 11h (horário de Brasília), contribui para esse frenesi.

Se Ben Bernanke anunciar que vai injetar mais dinheiro na economia, os preços devem subir bastante. Caso contrário, o nervosismo e a volatilidade voltam a predominar. No entanto, o analista aposta que, em vez disso, Bernanke deva apenas dar uma “dica de que fará isso no futuro”.

Na verdade, Dejneka não é da opinião de que essa injeção de liquidez seja o melhor caminho. Mas, caso isso ocorra, ninguém se surpreenderá, já que a economia americana tem feito muitas coisas “que não deveria ter feito”, lembra.

Com o Crop Tour, que ocorre nos Estados Unidos, surgiu o boato de que o rendimento americano pode ser ainda menor do que o previsto pelo relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Aliada a isso, a baixa produção do país corrobora para as cotações sustentadas.

Entretanto, essa atual calmaria do mercado pode ter prazo contado. Se houver confirmação dessas previsões e se o mercado externo acalmar, os preços podem facilmente disparar para patamares de US$15 o bushel da soja e US$8 por bushel do milho.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário