Anúncio do Plano Nacional do Feijão, que deveria acontecer no final de maio, foi adiado para se ajustar à agenda do Ministro

Publicado em 15/05/2018 13:31 e atualizado em 15/05/2018 14:04
1308 exibições
Plano vai orientar setor em diversas demandas como incentivo à pesquisa de novas variedades de feijões e pulses, incremento das exportações, agilidade na aprovação de defensivos , suporte à comercialização, entre outras coisas
Egon Schaden Júnior - Secretário-Executivo do CBFP

Podcast

Plano Nacional do Feijão, com Egon Schaden Júnior - Secretário-Executivo do CBFP

Download

LOGO nalogo

Nesta terça-feira (15), Egon Schaden Júnior, secretário-executivo do CBFP, conversou com o Notícias Agrícolas sobre o lançamento do Plano Nacional da Cadeia Produtiva do Feijão, que já está pronto e deve ser lançado em meados de junho.

Segundo Schaden Júnior, o diagnóstico da cadeia já foi concluído e não inclui somente o feijão, mas também os pulses, como o grão de bico e a lentilha. O lançamento deveria ser feito no final de maio, o que não deve ocorrer por problemas de agenda do ministro Blairo Maggi, mas o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e as entidades setoriais já deram um "pontapé" na organização da cadeia.

O secretário-executivo lembra que esse plano vem sendo organizado há um ano e visa ligar a cadeia desde a ponta, com os produtores, até a comercialização e os exportadores. Essa foi uma das últimas cadeias a se organizar oficialmente e, agora, deve-se criar um debate em torno de alguns temas importantes como o registro de defensivos, pesquisas de novas variedades, armazenagem e comércio exterior.

Para ele, o mais importante nesse momento é focar nessas novas variedades e no comércio de pulses. Entidades como a Embrapa já estão alinhadas com o setor, que tem como desafio fazer com que o Brasil seja um grande player de conhecimento e de proteína vegetal, com capacidade de produzir e exportar.

 

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário