No Paraná, produtores iniciam colheita do feijão e expectativa é de safra próxima de 327 mil toneladas

Publicado em 05/12/2018 10:28 e atualizado em 05/12/2018 14:34
380 exibições
Cerca de 1% da área cultivada foi colhida até o momento e trabalhos nos campos devem ganhar ritmo a partir da segunda quinzena de dezembro. Área cultivada com o grão recuou nesta temporada e produtores investiram mais na soja e no milho. Saca do feijão cores é cotada em média a R$ 102,00, a saca do preto é negociada a R$ 122,00.
Carlos Alberto Salvador - Engenheiro Agrônomo do Deral

Podcast

Entrevista com Carlos Alberto Salvador - Engenheiro Agrônomo do Deral sobre o Acompanhamento de Safra do feijão

Download

LOGO nalogo

No Paraná, os produtores rurais iniciaram a colheita da safra de feijão e, até o momento, cerca de 1% da área foi colhida. Na safra das águas, a área caiu 14% em relação ao ano anterior e em torno de 165 mil hectares foram cultivados com o grão, sendo 60% da área com feijão preto e 40% com feijão cores. A estimativa é que sejam colhidas mais de 327 mil toneladas de feijão neste ciclo.

O volume está próximo do colhido no ciclo passado, de 331mil toneladas de feijão. Ainda assim, o engenheiro agrônomo do Deral (Departamento de Economia Rural), Carlos Alberto Salvador, reforça que é preciso acompanhar os efeitos do clima instável na produção e na qualidade do feijão.

"Iniciamos a semeadura em agosto, com tempo seco. E depois tivemos os meses de outubro e novembro com mais chuvas. Tudo isso mexe com a produtividade e a qualidade do produto. Por enquanto, as primeiras áreas ainda apresentam bons rendimentos", explica Salvador.

Em relação aos preços, o engenheiro agrônomo destaca que a saca do feijão cores é cotada em média a R$ 102,00 no estado, com custo variável de R$ 67,00 por saca. No preto, a saca é negociada a R$ 122,00. "Ambos os valores cobrem os custos e deixam margem aos produtores", completa.

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário