Redução do potencial produtivo da segunda safra de feijão já começa a ser cogitada por produtores

Publicado em 03/05/2019 13:13 e atualizado em 03/05/2019 14:43
3402 exibições
Mercado do feijão segue pressionado e produto de qualidade no Paraná é negociado a R$ 150,00/saca
Marcelo Eduardo Lüders - Presidente do IBRAFE

Podcast

Mercado do Feijão - Marcelo Eduardo Lüders - Presidente do IBRAFE

Download

 

LOGO nalogo

O presidente do IBRAFE, Marcelo Eduardo Lüders, conversou nesta sexta-feira (03) com o Notícias Agrícolas a respeito do mercado do feijão, que encontra um cenário de pressão sobre as cotações.

Por conta do aumento de oferta, há uma retração por parte do empacotador e também do mercado. Assim, o feijão carioca é negociado em torno de R$150/saca no Paraná.

Entretanto, há problemas de produtividade na lavoura por conta do clima e isso indica que haverá alguma redução no potencial produtivo das lavouras, embora este fator ainda não tenha sido absorvido pelo mercado.

Por sua vez, os compradores apostam em um cenário de superssafra que não condiz com a necessidade de reforço em algumas aplicações e com os períodos de noites mais frias que não recuperam a produtividade esperada.

Lüders ainda destacou algumas novidades para o feijão que estiveram presentes na Agrishow, como uma nova plataforma de colheita de cultivares alternativas do feijão e conversas estabelecendo apoio para o aumento do consumo no Brasil.

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário