Se a demanda para ração continuar aquecida, estoque de trigo será suficiente para abastecer mercado somente até meados de junho

Publicado em 31/05/2016 13:33 955 exibições
Preços do trigo no RS já atingem patamares acima de R$850,00/tonelada

Os preços do trigo em grão estão em alta no mercado nacional, impulsionados pela baixa oferta e o aumento na demanda por parte das indústrias de ração. De acordo com o Cepea, na parcial de maio, o preço médio subiu 8,93% no Rio Grande do Sul e 6,66% no Paraná.

No mercado gaúcho o trigo ração é comercializado a R$ 850,00/tonelada, contra R$ 800,00/t de valor máximo praticado pelas indústrias moageiras. De acordo com o corretor de mercado, Marcelo De Baco, embora o preço do trigo esteja bastante elevado, à competitividade ainda se mantém devido à falta de milho no mercado interno.

"Da mesma forma que o estoque de trigo definhou o de milho também", explica. Segundo ele, na comparação anual a saca do cereal saiu de R$ 25,00/sc para R$ 60,00/sc no estado.

Para o especialista, a demanda pelo trigo ração deve permanecer aquecida, considerando que a oferta de milho segunda safra será abaixo do esperado. "Até meio de junho o trigo do Rio Grande do Sul será destinado à ração", afirma De Baco.

Além disso, o corretor lembra que a próxima oferta significativa no estado deverá ser da nova safra de trigo.

"Mesmo que todo o trigo seja destinado para a ração, ainda faltaria 2 milhões de toneladas para a indústria de ração se abastecer", explica De Baco.

Segundo ele, as moageiras demandam anualmente 1,8 milhão de toneladas, ao mesmo passo que o setor de ração consome 8 milhões de toneladas de milho.

A estimativa de maio da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) projetou para a safra 2016 um total de 2,44 milhões de hectares semeados, alcançando uma produção de 5,82 milhões toneladas no país.

Para o Rio Grande do Sul, a companhia estima uma área de 725 mil hectares, produzindo em média 1,9 milhão de toneladas.

Por:
Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário