Produtores do Rio Grande do Sul comemoram incidência de geadas para beneficiar culturas de inverno e até a soja

Publicado em 08/07/2019 11:26 e atualizado em 08/07/2019 13:29
1010 exibições
Trigo e cevada do RS já estão adaptadas ao frio intenso e os benefícios ficam por efeito herbicida, fungicida e inseticida natural nas lavouras de inverno e ajudar a reduzir as sojas guaxas para próxima safra de verão.
José Domingos Lemos Teixeira - Coordenador do Núcleo da Aprosoja de Tupanciretã

Podcast

Entrevista com José Domingos Lemos Teixeira - Coordenador do Núcleo da Aprosoja de Tupanciretã sobre as Geadas no RS

Download

LOGO nalogo

Os últimos quatro dias foram de quedas de temperaturas em Tupanciretã no Rio Grande do Sul, com os termômetros chegando em até -5 graus e a geada marcando presença na região. Apesar de parecer ruim em um primeiro momento, essa situação é motivo de comemoração pelos produtores gaúchos.

Segundo José Domingos Lemos Teixeira, coordenador do Núcleo da Aprosoja de Tupanciretã/RS, a geada atuou como um herbicida, fungicida e inseticida natural auxiliando no controle de pragas e doenças para as culturas de inverno como o trigo.

Outra lavoura que deve ser beneficiada dessa ação é a soja que será plantada no verão para a safra 2019/20. Teixeira destaca que essas condições climáticas ajudam a acabar com as sojas guaxas e podem contribuir para diminuir a incidência de doenças também na safra de verão.

Confira a íntegra da entrevista com o coordenador do Núcleo da Aprosoja de Tupanciretã/RS no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário