Pressão sobre o leite vai aumentar com a chegada da oferta do Sul; em junho, alta ao produtor foi de 4,3% em média

Publicado em 03/07/2018 10:18 e atualizado em 03/07/2018 11:51
1518 exibições
Captação foi 3,6% menor, contra recuo de 7,6% em maio (com a greve), e deverá aumentar na média nacional puxada pelos estados sulistas, com o leite chegando em maiores volumes em SP. Tendência em agosto é de preços menores ao pecuarista – ou iguais. Consumo também é fator limitante de alta.
Rafael Ribeiro de Lima - Zootecnista - Scot Consultoria

Podcast

Entrevista com Rafael Ribeiro de Lima - Zootecnista - Scot Consultoria sobre o Mercado do Leite

Download

 

LOGO nalogo

O zootecnista Rafael Ribeiro de Lima, da Scot Consultoria, conversou com o Notícias Agrícolas nesta terça-feira (03) para destacar as tendências para o mercado do leite referentes ao mês de junho.

Na conta final, há um fator limitante para a alta dos preços do leite longa vida no mercado, sobretudo por conta do consumo menor - mesmo que tenha havido um "buraco" em termos de disponibilidade de matéria-prima por conta da greve dos caminhoneiros.

Contudo, o cenário se mostrou mais favorável para o produtor. Os preços pagos tiveram uma alta de 4,3%, fechando a R$1,16 por litro na média nacional, sem considerar o frete.

Apesar disso, deve-se considerar o peso da entressafra e da queda da produção em alguns estados. A captação foi 3,6%, com diminuição principalmente na região Sudeste e no Brasil central.

O mês de agosto também deverá ser de preços menores para os pecuaristas.

Confira o boletim completo de Lima aqui

Por: Giovanni Lorenzon e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário