Sinop/MT espera consolidar de vez a cultura do milho segunda safra após bons resultados financeiros e de produtividade

Publicado em 08/09/2020 11:18 1279 exibições
Ilson José Redivo - Presidente do Sind. Rural Sinop-MT
Colheita se encerrou com produtividade média de 105 sacas por hectare e preços de até R$ 44,00 a saca, patamar nunca antes atingido. Vendas para segunda safra 2021 acontecem entre 35 e 36 reais elevando status da safrinha para uma safra normal

Podcast

Sinop/MT espera consolidar de vez a cultura do milho segunda safra após bons resultados financeiros e de produtividade

Download

LOGO nalogo

A segunda safra de milho se encerrou em Sinop no Mato Grosso com ótimos resultados para os produtores, tanto na produtividade média de 105 sacas por hectare nos 132 mil hectares cultivados, quanto na rentabilidade alta na hora da venda.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Sinop/MT, Ilson José Redivo, hoje a saca de milho está valendo R$ 44,00, um patamar eu nunca havia acontecido antes e dá a garantia ao produtor de seguir investindo na cultura do cereal.

Inclusive, as negociações da próxima segunda safra de milho 2021 estão avançando entre 36/37 reais e devem sustentar o crescimento da cultura para tornar de vez a safrinha em uma safra normal.

Agora, o foco está voltado para o plantio da próxima safra de soja verão 2020/21 que deve começar até o final de setembro, com os produtores já preparados para semear assim que boas chuvas aconteçam na região.

Redivo destaca que um bom plantio é responsável por 60% de uma boa colheita e que é necessário esperar chuvas de 40 ou 50 mm antes de iniciar a semeadura. A expectativa da liderança é superar a média de produtividade da safra passada que ficou entre 63 e 65 sacas por hectare.

Confira a entrevista completa com o presidente do Sindicato Rural de Sinop/MT no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário