Eu não vou me entregar para os bandidos. E você?

Publicado em 18/05/2017 09:24 e atualizado em 18/05/2017 17:49
6096 exibições
Eu não vou me entregar para os bandidos. E você?
Confira a entrevista com João Batista Olivi

Em seu comentário desta quinta-feira (18), o jornalista João Batista Olivi, do Notícias Agrícolas, destaca que, neste momento, é "importante que a força do campo esteja com todos nós".

O jornalista diz que, devido aos acontecimentos, "estamos todos pensando em nossas vidas, familias e futuros, mas não vamos nos entregar pros bandidos". Ele destaca ainda que este momento é importante para o destino do nosso país, já que "muitos ratos estão caindo na água".

Ele destaca que os brasileiros têm um momento perfeito para reconstruir a nação e devem confiar na lei, na Constituição e na Operação Lava-Jato.

Por fim, lembra que o câmbio, hoje, vai subir enquanto a soja está caindo porque o mercado já calculou que os produtores brasileiros vão aproveitar esse momento. Mas João Batista aponta que é momento sim de vender a soja, em vista de demanda grande e defende as ferramentas de comercialização que dão proteção aos preços.

Para os pecuaristas, com a JBS na berlinda, o momento é complicado, mas ele pede calma e reflexão sobre as notícias.

Entenda o novo escândalo da política brasileira:

"Não renunciarei", diz Michel Temer em pronunciamento após delações da JBS

"Não renunciarei", disse o presidente Michel Temer em um rápido pronunciamento realizado nesta quinta-feira, 18 de maio, em Brasília, sobre as denúncias de corrupção que recáiram sobre ele na noite desta quarta (17). Temer foir gravado pelo empresário Joesley Batista, um dos sócios da JBS, em conversas que sugerem seu aval ao pagamento pelo silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), já preso pela Operação Lava Jato. 

"Sei o que fiz e exijo investigação plena e muito rápida para o povo brasileiro. Essa situação de dúvida e dubiedade não pode continuar", disse Temer.

Já trabalhando em um ritmo frenético desde sua abertura nesta quinta, o mercado financeiro continua refletindo a crise em Brasília. Cinco minutos após o pronunciamento de Temer, o Ibovespa despencou 700 pontos.

Continue lendo

Delatores da JBS relataram às autoridades que receberam ameaças de morte

Os dois disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A informação é do colunista do jornal "O Globo" Lauro Jardim.

Continue lendo

"Não vou cair", diz Temer a grupo de parlamentares

O presidente Michel Temer afirmou a um grupo de parlamentares em audiência nesta quinta-feira, no Palácio do Planalto, que não vai deixar o cargo após a revelação de que teve uma conversa gravada com o empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, na qual teria avalizado operação para comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, disse um senador presente ao encontro.

Continue lendo

Na Folha: "A coisa não pára por aí..." e "Cambada de desclassificados"

Com grampo, só renúncia ou cassação pelo TSE serão opções para Temer, dizem aliados e rivais.

A cruz e a espada -- Comprovada a existência de gravações envolvendo o presidente Michel Temer, aliados e adversários do governo reconhecem que a hecatombe lançada pelos donos da JBS sobre o Planalto legará ao peemedebista só dois caminhos: a renúncia ou o afastamento pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A corte, que julga a cassação da chapa pela qual ele se elegeu, será pressionada a restaurar a “institucionalidade” no país. Ato contínuo, a oposição vai fazer carga por eleições diretas.

Continue lendo

Temer deve fazer pronunciamento para explicar acusações de Joeslei Batista, dizem fontes

O presidente Michel Temer deve fazer um pronunciamento ainda nesta quinta-feira para tentar explicar as acusações de que teria autorizado o empresário Joesley Batista a manter o pagamento de uma mesada para que o ex-deputado Eduardo Cunha mantivesse silêncio sobre denúncias contra o governo, disseram à Reuters fontes palacianas.

Continue lendo

 

Por: João Batista Olivi
Fonte: Notícias Agrícolas

2 comentários

  • raimund helleis Guarapuava - PR

    Lamento informar, mas ainda vai acontecer muita coisa. Por enquanto só esta aparecendo a ponta do iceberg. temos q nos preparar para dias incertos .

    1
  • luis fernando marasca fucks Giruá - RS

    O que mais falta para vocês aderirem à INTERVENÇÃO MILITAR CONSTITUCIONAL. Todos os poderes estão corrompidos, inclusive o STF. As eleições vem sendo fraudadas pelo uso das urnas eletrônicas e Tóffoli, pupilo do PT, fez uma apuração secreta. A recente decisão do STF sobre o Funrural é a gritante prova de que suas decisões são políticas e da conveniência do governo. Somente uma intervenção para que se promova a administração do pais e a devida limpeza do quadro político e do funcionalismo público comprometido, até que novas eleições seguras sejam promovidas. Estamos mergulhando em uma crise mais profunda e sem comando.
    Todas as reformas devem parar agora e não há quem tome as decisões para o bem da nação, a não ser as pessoas envolvidas com a corrupção. Luis Fernando Fucks, Pres. da Aprosoja RS

    0