Difícil imaginar a reação do povo se STF libertar Lula e fechar a Lava Jato, alerta Pinheiro Pedro

Publicado em 18/10/2019 14:35 4749 exibições
Antônio Fernando Pinheiro Pedro - Advogado e Vice-Presidente da Associação Paulista de Imprensa
Mudança nas prisões em 2a. instância pode provocar conflito institucional no Pais

Podcast

STF Julga Condenação em 2ª Instância

Download

LOGO nalogo

Na próxima quarta-feira (23), o  Supremo Tribunal Federal (STF) irá colocar em votação a decisão que irá definir sobre prisões em segunda instância.  Dependendo da decisão dos ministros, milhares de presos podem ser soltos, incluindo o ex-presidente Lula e outros condenados pela operação Lava Jato. De  acordo com Antonio Fernando Pinheiro Pedro, advogado e vice-presidente da Associação Paulista de Imprensa, esse tipo de decisão traria um grande conflito institucional para o STF.

"Estamos diante de um Supremo Tribunal que não atende mais aos anseios da população brasileira e que gera insegurança jurídica", disse Pinheiro Pedro. Segundo ele, as prisões em segunda instância já foram debatidas 3 vezes pelos ministros do STF e que uma mudança neste momento tiraria a credibilidade da instituição perante a população.

Ele explica que o processo jurídico possui uma lógica que não precisa ser alterada, já que o tribunal em segunda instância é o último que pode avaliar as provas produzidas durante o processo. Dessa forma, após a decisão em segunda instãncia não se gera novas provas, ficando a cargo do STF e do STJ (Supremo Tribunal de Justiça) o de serem guardiões da Constituição Federal e do Estado de Direito.

Veja abaixo uma mensagem do jornalista J. R. Guzzo que tem circulado nas redes sociais:

jrguzzo

Abaixo, veja um depoimento do ministro Gilmar Mendes gravado em 2015:

Por:
João Batista Olivi e Ericson Cunha
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • Elvio Zanini Sinop - MT

    O dito julgamento deverá ser um divisor de águas entre um futuro brilhante do Brasil e uma derrocada da Liberdade de Pensamento.

    2
  • EDMILSON JOSE ZABOTT PALOTINA - PR

    O que o STF e os políticos de plantão estão acostumados que , caso estes precisam aprovar um determinado projeto ou atender algum esquema , eles agem de forma sorrateira, colocam para votação quando a população se movimenta , eles dão um jeito de pedir vistas , esperando que a população esqueça e depois eles voltam a atacar .

    Com relação a este processo , eles já acertaram isso tudo , e que eles tem o compromisso de salvar a pele destes que estão engaiolado . Está situação que se criou em relação ao Presidente Bolsonaro e o Partido ( Bivar ) psl , isso já foi acertado com este dono do partido , é pano de fundo para desviar a atenção , para os projetos que precisam ser ajustados possam passar sem a revolta da população .

    E estes Ministros e

    , Deputados , Senadores , caras de pau , não estão preocupados com o Brasil , mas sim com seu Ego , poder , e dinheiro .

    Não tenho dúvidas , a população deve ir a Brasília e dar um recado como nos casos " Código Florestal, Dilma , Indígenas etc.

    Se preciso for com um grande movimento de Máquinas Agrícolas , Caminhões etc.

    Estes políticos e Ministros precisam de um recado mais bruto .

    2
    • Adalberto José Munhoz Campo Mourão - PR

      Como sempre o sr. Edmilson é certeiro em seus comentários... após o fato ocorrido muita gente expressa opinião, assim é mais fácil... porém nossa atividade não tem relógio... temos sim vontade de trabalhar e muita muita fé em Deus. Certa vez escutei de gerente de contas do meu Banco a sentença: "te pegaram"!!!... com essa frase me senti um lixo... porém esse lixo trabalhou, se recuperou, prosperou ... mas quero o fruto do meu suor de volta ... vamos lutar pra isso, pois, na época, paguei por um roubo descabido.

      2