Chuvas atrasam colheita da soja em São Paulo e produtividade está na casa das 50 sacas de média

Publicado em 11/03/2019 10:57 e atualizado em 11/03/2019 14:47
698 exibições
Até o momento, 50% da área de soja já foi colhida no estado que tem variedade de produtividade entre 60 e 20 sacas por hectare. Com boa perspectiva de clima nos próximos meses, safrinha de milho passa a ser aposta dos produtores paulistas.
Gustavo Chavaglia - Presidente Aprosoja SP

Podcast

Entrevista com Gustavo Chavaglia - Presidente Aprosoja SP sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

As chuvas que caíram em São Paulo nos últimos dias atrasaram os trabalhos de colheita da soja no estado. Até o momento, metade do total de área já foi colhido e a previsão é de que essa atividade se encerre até o final deste mês.

Se agora quem atrapalha os agricultores é a chuva, durante os meses de dezembro e janeiro foi a falta dela e as altas temperaturas quem derem as caras e prejudicaram as lavouras da oleaginosa. Com isso, os agricultores paulistas estão obtendo índices de produtividade na casa das 50 sacas por hectare após níveis muito variados que vão de 60 sacas à 20.

Essa queda na produtividade, alinhada ao mercado com preços instáveis, na casa dos 70/72 reais, e a tensão sobre o comercio exterior com o conflito entre Estados Unidos e China, dificultam a vida do produtor no momento de frechar as contas dessa safra 2018/19.

“Não remunera. Os custos de produção estão na faixa de 50 sacas à um preço de R$ 70,00 e os mais tecnificados na faixa de 59 sacas por hectare à esse mesmo preço. O ideal seria uma soja de 76 reais para cima para tentar equilibrar a conta dessa média de 50. O que acontece é que temos produtores de algumas regiões colhendo 15/20/25/30 sacas apenas e eles serão mais afetados do que outros com prejuízo claro”, diz Gustavo Chavaglia, presidente da Aprosoja São Paulo.

Confira a entrevista completa com o presidente da Aprosoja SP no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário