Soja em Chicago tem mais uma sessão de queda com melhora do clima nos EUA e pessimismo com o fim da guerra comercial

Publicado em 19/08/2019 17:37 e atualizado em 19/08/2019 18:52
2972 exibições
Momento é bom para negociar safra nova no Brasil e com dólar em alta, quem tem custo em reais se beneficia, veja as contas feitas pelo analista da Agrinvest, Marcos Araújo
Marcos Araújo - Analista da Agrinvest

Podcast

Fechamento de Mercado da Soja - Entrevista com Marcos Araújo - Analista da Agrinvest

Download

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (19), o mercado da soja teve mais um dia com os preços pressionados, finalizando a sessão com baixas entre 12,75 e 13,25 pontos para os principais vencimentos. Para Marcos Araújo, analista da Agrinvest, a melhora do clima morte-americano e o presidente Donald Trump indicando que não está preparado para negociar com a China, estão entre os fatores que deixaram o mercado mais averso aos riscos.

Leia: Trump diz "não estar pronto" para acordo comercial com a China 

Segundo o analista, isso tem feito que investidores saiam dos países emergentes e prefiram títulos mais seguros. Enquanto isso, a economia global demonstra sinais de recessão, com Argentina e Alemanha sendo protagonistas nesse cenário de incertezas. Ele lembrou ainda que os pacotes de auxílio a produtores norte-americanos também podem se tornar um fator negativo para o mercado.

Para escapar da indecisão do melhor momento de venda da soja, Marcos Araújo apresentou uma análise com base em estudos da Agrinvest. Acompanhe essa análise assistindo ao vídeo acima.

Veja também:

>> Soja: Mercado futuro encerra o pregão desta 2ª feira com fortes desvalorizações na Bolsa de Chicago

>> Condições das lavouras de soja e milho e milho pioram nos EUA, aponta USDA

Por: Aleksander Horta e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário