Vazio sanitário acaba hoje em Goiás, mas produtor precisa esperar umidade para plantar a soja

Publicado em 25/09/2019 14:32 e atualizado em 26/09/2019 06:03
967 exibições
Presidente da Aprosoja GO ressalta importância de iniciar o plantio após a chuva chegar e acumular pelo menos 50 mm de água no solo
Adriano Antônio Barzotto - Presidente da Aprosoja GO

Podcast

Acompanhamento de Safra da Soja - Entrevista com Adriano Antônio Barzotto - Presidente da Aprosoja GO

Download

LOGO nalogo

O vazio sanitário em Goiás termina nesta quarta-feira (25) e os produtores já estão liberados para iniciar o plantio da safra de soja 2019/20. Apesar da liberação, a Aprosoja GO aconselha os produtores aguardarem as condições climáticas melhorarem para iniciar os trabalhos.

“Desejamos que o produtor tenha um plantio excelente, mas que tenham atenção com a questão da chuva que é imprescindível. Não porque tivemos o vazio sanitário adiantado em cinco dias que está liberado sair plantando no seco ou de uma forma inadequada”, destaca o presidente da Aprosoja GO, Adriano Antônio Barzotto.

Após praticamente 130 dias sem chuvas expressivas, as previsões climáticas apontam possibilidade de precipitações no estado para esta semana e na virada de mês. Depois, 10 dias de estiagem são esperados até a retomada da umidade na segunda quinzena de outubro.

Nesta safra, a Aprosoja GO estima que a área cultivada deva crescer entre 3 e 4% e acredita em bom nível de produção final, caso o clima se normalize durante o desenvolvimento das lavouras.

Barzotto comenta ainda que, os custos de produção subiram até 15% para esta safra e os preços de venda da soja não estão acompanhando, ficando travados entre 71 e 72 reais. Dessa maneira, o volume de negócios fechados até o momento é menor do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Confira a entrevista completa com o presidente da Aprosoja GO no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário