Boi Gordo: Mercado poderá sofrer pressão de alta no curto prazo

Publicado em 29/08/2014 17:00 1283 exibições
por Maisa Módolo, engenheira agrônoma da Scot Consultoria

O mercado do boi gordo iniciou esta sexta-feira mais lento.  

Parte das indústrias paulistas conseguiu prolongar as escalas de abate, ocasionando redução de algumas ofertas de compra.  

No entanto, de maneira geral, praticamente não ocorrem negócios abaixo da referência. Algumas compras ocorrem em valores até R$2,00/@ acima da referência, pontualmente.

A arroba da fêmea terminada subiu para R$117,00/@, à vista.

Os estoques dos frigoríficos não estão abastecidos, no entanto, a venda regular de carne bovina gera receio quanto a recuo dos preços, outro fator que motivou os frigoríficos a negociarem menos animais hoje.

No Rio Grande do Sul e na região de Cuiabá-MT, houve ligeira melhora da oferta, o que gerou queda de preços. 

Embora o mercado trabalhe em ritmo mais lento, persiste a escassez de animais terminados nas regiões produtoras, o que deverá pressionar o mercado para cima em curto prazo.

Clique AQUI e confira as cotações do boi

Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário