Café encerra mais uma semana com fortes oscilações em NY

Publicado em 09/04/2012 09:27 460 exibições
Em Nova Iorque, os contratos de café na ICE Futures US tiveram mais uma semana de fortes oscilações. Com fundamentos positivos, o mercado de café continuou com suas cotações pressionadas por interesses de curto prazo.

Na ICE, com a aproximação do “first notice day”, a rolagem de posição dos contratos com vencimento em maio para os de julho vai se acelerar. Nas próximas semanas a disputa entre comprados e vendidos deve levar a mais oscilação nas cotações em Nova Iorque.

As exportações brasileiras de café em março caíram 20%, para 2,189 milhões de sacas, em relação ao mesmo período de 2011. No primeiro trimestre deste ano, o volume embarcado caiu 20,6% em relação aos três primeiros meses de 2011. O que chama a atenção é o forte crescimento de nossos embarques de café arábica de alta qualidade. Segundo o CECAFÉ – Conselho dos Exportadores de Café nesse período foram exportadas 1,753 milhão de sacas de arábica de alta qualidade, 26,8% do volume total e 32,3% da receita cambial com café nos três primeiros meses de 2012. No ano de 2011, das 33,5 milhões de sacas de café exportadas, 24% (pouco mais de oito milhões de sacas) foram de café arábica de melhor qualidade.

Nos últimos 25 anos os cafeicultores brasileiros investiram fortemente para aumentar a produtividade, melhorar a qualidade e derrubar custos de produção. O resultado deste esforço e dedicação aparece nos números acima. Mudamos a imagem do arábica brasileiro junto aos consumidores de café “gourmet”. Compradores das mais conceituadas torrefações de café de qualidade desembarcam todos os dias no Brasil atrás de produtos diferenciados das diversas regiões produtoras. Indústrias que alguns anos atrás praticamente não compravam arábica de qualidade no Brasil, hoje centram suas compras aqui.

Confirmando esta tendência, depois de dezoito meses de negociação, a Ipanema Coffees, uma das principais empresas de produção de cafés especiais do Brasil, vendeu uma participação de 36,5% para as holdings Mitsubishi Corporation do Japão e Tchibo da Alemanha. A Kaffehuset Friele, empresa de café escandinava, também possui uma participação na Ipanema.

A Starbucks anunciou que esta expandindo seus negócios na Ásia. Vai acelerar a construção de novas lojas na China, passando de 500 para mais de 1500 até 2015. Pretende abrir mil novas lojas no Japão e até 2016 dobrar para 700 suas lojas na Coreia do Sul. Está investindo também na Indonésia, Tailândia, Índia e Vietnã.

O CECAFÉ – Conselho dos Exportadores de Café do Brasil, informou que no último mês de março foram embarcadas 2.189.511 de sacas de 60 kg de café, aproximadamente 20% (541.829 sacas) menos que no mesmo mês de 2011 e 25.637 sacas a menos que no último mês de fevereiro. Foram 1.864.726 sacas de café arábica e 79.136 sacas de café conillon, totalizando 1.943,862 sacas de café verde, que somadas a 241.456 sacas de solúvel e 4.193 sacas de torrado, totalizaram 2.189.511 sacas de café embarcadas.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 30, sexta-feira, até o fechamento de hoje, quinta-feira, dia 5, subiu nos contratos para entrega em maio próximo, 55 pontos ou US$ 0,73 (R$ 1,34) por saca. Em reais por saca, as cotações para entrega em maio próximo na ICE fecharam no dia 30 a R$ 439,73/saca e hoje, dia 5, a R$ 442,75/saca. Hoje, quinta-feira, nos contratos para entrega em maio, a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 175 pontos.

Fonte:
Escritório Carvalhaes

0 comentário