O Canal Rural e a RBS, Por Alysson Paolinelli

Publicado em 12/03/2013 09:07 e atualizado em 12/03/2013 10:32
2277 exibições
Alysson Paolinelli é engenheiro agrônomo, produtor e ex-ministro da Agricultura
Paolinelli e JB
A cabo de ler a notícia da venda do Canal Rural ao Grupo JBS, parece-nos encerrando um ciclo de vários anos de ligação desta emissora com a nossa RBS. Numa economia de livre mercado, todos nós desejamos que a competição fosse limpa, ética e baseada em bons princípios. Foi o que representou para nós a gestão do Canal Rural pela nossa grande emissora do Sul, a RBS. O Canal Rural despontou como uma emissora amiga do produtor rural. Participava ativamente de todas as iniciativas de interesse do sistema produtivo brasileiro. Apoiando e criticando quando necessário, mas sempre dando a sua opinião a favor do produtor brasileiro.

Contribuiu efetivamente no grande salto do nosso agronegócio. Informações técnicas e de mercado sempre foram o seu forte. Leilões abertos a todos os interessados indicavam os rumos do nosso presente e futuro da pecuária, seja de corte ou de leite. Até o cuidado em rever o nosso passado e formular um pouco da nossa história do setor agrícola, sempre buscando com exatidão os verdadeiros fatos ocorridos e os reverenciando aos atuais produtores no sentido de estimular a evitar erros e promover acertos para o seu futuro.

Figuras quase mitológicas foram sendo criadas, como o nosso João Batista Olivi, um defensor incansável do produtor brasileiro. Não é apenas um curioso da força do agro brasileiro por ouvir dizer. Não. O João vai aonde o fato existe. Conhece como ninguém cada produtor em seu campo de batalha. E conhece pelo nome dele, da sua esposa, dos seus filhos e até de noras e genros. O João e sua esposa, a nossa querida dona Vera, percorrem o Brasil inteiro, ouvindo, vendo e aprendendo com o nosso produtor, o que é, como ele faz, quais as suas dificuldades, como se informa, como decide e o que ele quer.

Para isto é necessário que exista um grau de confiança que eu chamaria aqui de credibilidade. Credibilidade que para existir entre o produtor e o comunicador não basta apenas um olá. É preciso muito mais. É preciso confiança, empatia, conhecimento do comunicador e de toda sua família. Foi aí que eu comecei a entender o porquê de a dona Vera, com o João, permanentemente se deslocar para o interior, com seus três filhos, o Daniel, o Frederico e o Jonas, sempre presentes e tão ligados aos problemas do nosso agro. Olha, João, você e toda sua família hoje já nos pertencem porque somos todos uma grande família, a família do agro que você, livremente, escolheu para participar. E como tem participado e como tem sido dedicado o seu trabalho como nosso orientador.

Não podemos nem de leve pensar que na nova fase que se abre ao Canal Rural ele queira perder a sua atual e indiscutível credibilidade, tão árdua e duramente conquistada pela nossa RBS

Agora se vira a página e nova vida ao nosso Canal Rural. Pertence agora a um dos mais importantes elos da cadeia produtiva brasileira. O das indústrias de carnes de leite e derivados de produção, de transportes, de bancos, de exportadoras e até de multinacional, pois em tão pouco tempo, como tem sido o nosso agronegócio, se colocou como uma das maiores do mundo. Creio que muitos dos nossos companheiros do campo estejam assustados com mais esta incursão da JBS no setor de comunicação. É verdade que deveremos estar atentos, pois nas cadeias produtivas, muitas vezes, os interesses se entrechocam e quase sempre a corrente se arrebenta nos elos mais fracos.

No entanto, não podemos nem de leve pensar que, na nova fase que se abre ao Canal Rural, ele queira perder a sua atual e indiscutível credibilidade, tão árdua e duramente conquistada pela nossa emissora. Temos de dar um crédito de confiança, que pelo feitio do produtor brasileiro tem que ser desconfiando, mas atento ao que ali se passa. Afinal, sempre propugnamos para que o nosso país seja forte em seus sistemas produtivos e temos de reconhecer que a cada dia estamos ainda mais fortes. Mas, para isto, o respeito e a credibilidade têm de ser a mola-mestra.
Tags:
Por: Alysson Paolinelli
Fonte: Revista A Granja

16 comentários

  • CARLOS ANTONIO ANATRIELLO Pirangi - SP

    Infelizmente são poucos os canais que nos ajudam, e esse é o principal. Quanto a figura de João Batista Olivi, não é preciso nem dizer o quanto nos defende. Sinto também que estamos ficando sozinhos, sem a devida divulgação do que pensamos, com pressão de governo, PT, Ongs, canais de tvs e imprensa ambientalistas ao extremo deixando assim também a opinião pública contra nós. Peço a Deus que nunca esse canal caia em mãos erradas e nos deixem desamparados. Temos todos que LUTAR PARA QUE ESSE PARTIDO CAIA DO PODER, só assim talvez possamos voltar a produzir e dormir com mais tranquilidade. ACORDA BRASIL.

    0
  • Sebastião Ferreira Santos Fátima do Sul - MS

    Caro amigo, NAVES JOSÉ BISPO, boa noite.

    Estou com você em tudo o que disse, parabéns pela coragem e continue lutando, pois acredito que vamos nos unir sim e vencer o mau. Discordo de você quando diz que é uma DITADURA MODERNA e sem armas de fogo, pois no projeto de nacionalização de terras do PT, onde comunistas usam indígenas na linha de frente, usam armas sim para invadir as propriedades e despejar as familias donas da terra, o governo usa suas polícias fortemente armadas para agir contra as famílias e despejá-las de suas propriedades. Portanto o governo do PT já está agindo com violência contra donos de terras para tomá las a força.
    AMIGO, SÓ NOS RESTA UNIÃO...UNIÃO...UNIÃO, ou nos entregarmos, pois não temos mais polícia, justiça, governo ou políticos que possam nos defender.

    0
  • NAVES JOSE BISPO Goiânia - GO

    Naves Jose Bispo
    É com imenso pesar que lei este artigo, haja vista ter plena consciência quão importante é para democracia brasileira a imprensa livre,nota que o nosso dinheiro, o dinheiro público mais uma vez esta sucubindo ante ao imenso poderio que esta sendo armado pelo GOVERNO DOM PT, Na área dos leilões nada muda, mas no Jornalismo perdemos e muito,tive a gloria de lutar e perder de pé uma luta conta a funai, o MP, o judiciário injusto, um incra inoperante e mentiroso, APENAS O CANAL RURAL NOS DEU VOZ E VEZ, AGORA QUE AS VERBAS PÚBLICAS MILIONARIAS AVANÇARAM SOBRE ESTE VEÍCULO, VEJO COM PESAR RUFAREM OS TAMBORES DA DITADURA MODERNA, SEM CANHÕES, SEM ARMAS DE FOGO, APENAS A OPRESSÃO MODERMA SOBRE OS FORMADORES DE OPINIÃO. UMA PENA!!!!

    0
  • Sebastião Ferreira Santos Fátima do Sul - MS

    Meus amigos produtores será que as portas não estão se fechando a cada dia???
    Quando será que o setor irá se unir, nunca???
    Será que o setor produtivo brasileiro já se entregou nas mãos do PT???

    0
  • Sebastião Ferreira Santos Fátima do Sul - MS

    Caro amigo Paolinelli, sou um admirador seu e do João Batista pela coragem de ambos em mostrar ao Brasil o quanto é podre esse governo e seu sistema de governar. Mas me entristece muito saber que essa empresa "JBS" irá assumir o Canal Rural, pois o que se diz que essa empresa de crescimento assustador é mais uma do esquema PT de administrar, pois o filho do ex. Prisidente é um dos maiores acionistas do JBS, portanto está muito evidente de que é uma empresa que apareceu do dinheiro sujo que foi roubado do nosso povo. Portanto ao que me parece o CANAL RURAL está deixando de ser a casa do produtor e acho também que o espaço do amigo João Batista está se acabando, isso é uma pena, mas é verdade,
    Parece me mais uma ação do esquema PT para calar quem mostra a verdade e apoia quem produz no Brasil.

    0
  • Maurício Carvalho Pinheiro São Paulo - SP

    Aproveitando a coluna, cito o comentário feito pelo safadão presidente da CNT/CNI Clesio, que se subir o diesel vai subir o frete. Óbvio, não ? Só não explicou que essa situação é oriunda de uma decisão errada de adotar o transporte rodoviário como carro chefe para o transporte no país, pois de cara já se ve que é muito mais caro fazer rodovias e sua manutenção do que estradas de ferro, transporte maritimo e outras opções !!! Por aí já se vê de onde saiu essa gentalha (hoje macacos da Nasa de montadoras) que acometeu o governo do país e ameaça fazer o mesmo com São Paulo (o municipio já foi). Aproveitando a necessidade estamos enfiando US$ 600 bi, antecipados, no Projeto miragistico do Pré-Sal de tirar petróleo em nivel comercial de mais de 5.000 metros, para ver se vai valer a pena e o petróleo presta, só em 2020. Uma gigantesca Paulipetro "como nunca se viu neste país".
    É navio que não entra em alto mar pois corre risco de afundar (João Candido), tatuzão enterrado na serra de Caraguatatuba (51 milhões), e outros bichos.

    0
  • ANTONIO DE LA BANDEIRA Campo Novo do Parecis - MT

    Caríssimos amigos Dr. Alysson Paolinelli e João Batista Olivi, Vocês são duas Feras. Se as coisas são/estão difíceis para os produtores com vosso desempenho, imaginemos o que seria sem ambos. Nós que tivemos o privilégio de estar com ambos e acompanhar vossas brilhantes trajetórias, concordamos com a preocupação do Dr. Alysson e comentaristas, quanto ao espaço do João Batista. Tomara que Ele - João - continue tendo o espaço conquistado e merecido e a necessária liberdade, sendo valorizado pelo grupo adquirente. Caso contrário,o mínimo que a classe produtora agropecuária, principalmente, e demais segmentos ligados têm a fazer é buscar uma opção que possa dar-lhe ainda maior visibidade. Porque não um canal de TV? Vê-los tão próximos e tão ligados, muito nos emociona. Nossa gratidão e reconhecimento.

    0
  • Luiz Ribeiro Villela São Paulo - SP

    Os interesses do Grupo JBS,extremamente dependente do Governo Federal,não se enquadrão ao livre e independente exercicio da profissão desse notavel jornalista João Batista Olivi.
    Lamento e acho que os agricultores e pecuaristas tambem devem lamentar.
    Quanto ao Sr João Batista só tenho a agradecer por seu trabalho e dedicação ,sempre procurando e trazendo a melhor , mais completa,isenta e verdadeira informação,fato rarissimo nesses ultimos tempos.
    MUITO OBRIGADO.

    0
  • Fernando Cardoso Gonçalves Santiago - RS

    Concordo com o Sr.Alysson Paulineli. Estendo o raciocínio da LIBERDADE de discutir os reais problemas que afetam o homem do campo no Brasil. Nosso país é imenso! Culturas e produções diferentes, mas todos enfrentam vários problemas, alguns comuns outros particulares.
    O João Batista é um ESTEIO da produção agropecuária. A sua participação COM LIBERDADE de ação é fundamental para o Agro brasileiro.
    Estendo a minha preocupação, porque ao trocar de mãos, o Canal Rural muda o foco. E muda porque? Uma coisa é termos uma empresa de comunicação proprietária de um programa. Outra é termos um conglomerado de mega-empresas sendo proprietária deste programa. Haverá uma política de ação, uma estratégia. E certamente não será a mesma do produtor.
    Penso que para pensarmos um pouco mais sobre este assunto, é preciso lembrar que o maior acionista do grupo JBS é o BNDS. O BNDS é do governo federal.
    Abraço.

    0
  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    Professor Alysson e João Batista Olivi, dois grandes nomes defensores do Produtor Rural...Professor Alysson eu me lembro dele indo ao Banco do Brasil de Lavras quando servia naquele estabelecimento...Muito querido junto aos alunos da ESAL pelas suas atitudes e João Batista grande lutador pela causa dos Produtores Rurais...De maneira nenhuma poderia falar desassociadamente do que pensam do momento atual, os produtores rurais...Em comentário meu passado, achava que o lugar do Jõao Batists é na tribuna lá em Brasília porque precisamos de pessoas como ele lá, para nos defender...Enquanto isto não acontece, tem todo o nosso irrestrito apoio, pra continuar falando aqui o que bem entender..."E vamos em frente"....

    0
  • José Jovânio roberto Urucânia - MG

    João batista não nos abandone !!!em hipótese nenhuma,precisamos de você, mude até de canal mas não
    mude seu jeito de ser onde você for iremos com você
    ninguém fala nossa língua tanto quanto você ,terá sempre nosso apoio e respeito um abraço.

    0
  • miguel nunes neto Guajará-Mirim - RO

    Parabéns ao Dr Paolinelli pelo texto e também compartilho da admiração pelo nosso companheiro João Batista Olivi. Engenheiro Agrônomo Miguel Nunes Neto - Produtor Rural e Presidente do Sindicato Rural de Guajará Mirim - Rondônia

    0
  • Luis Clovis Gonzaga Pedregulho - SP

    Ainda bem que o Dr Paulinelli, como sempre, disse tudo o que os produtores pensam a respeito da pessoa e do trabalho deste nosso único porta voz de plantão no jornalismo brasileiro. João Batista Olivi tem muita estrada e história de vida, que resultaram em credibilidade, seriedade e imparcialidade. Não abrimos mão do trabalho sério de quem conhece o que faz. Parabéns a estes nossos dois patrimônios.Não abrimos mão da convivência e do incomparável trabalho do João, quem viver verá. E VAMOS EM FRENTE!!!

    0
  • amarildo josé sartóri vargem alta - ES

    Prezado João Batista. Diante de uma infeliz e injusta colocação, gostaria aqui prestar minha solidariedade. Graças a pessoas com você, é que hoje podemos entender o porque de tantas falácias. Um país tão grande e promissor, jamais poderia estar passando por situações tão catastróficas. Não temos estradas, não temos portos, não temos aeroportos e o PIB..., há, isso nem se fala. Mas para alguns que vivem surfando nas ondas das benevolências governamentais, isso aqui é um paraíso.

    Um Grande Abraço

    0
  • Celso Ivan Ferreira Lagoa da Prata - MG

    O Sr. João Batista é um verdadeiro URUBÚ. Para esse Sr. nada no Brasil funciona, a RBS já deveria ter dispensado essa praga a muito tempo. Ele caberia muito bem como porta voz da minoria, diga-se oposição (sem rumo) brasileira.

    0
  • Valdir Edemar Fries Itambé - PR

    Dois grandes homens, defensores e impulsores do agronegócio Brasileiro. João Batista Olivi - comunicador, entusiasta pelas causas em beneficio do produtor rural, Alyson Paulinelli - Liderança profissional e empreendedor do agro. O canal rural é singular diante do espaço que cada um destes dois homens detém, em qualquer que seja o canal de comunicação.
    O site NOTICIAS AGRÍCOLAS nos dá espaço, e o CANAL RURAL não deverá abrir mão do espaço ocupado pelo nosso amigo JOÃO BATISTA OLIVI, até porque todos sabem que a credibilidade do comunicador JOÃO BATISTA OLIVI lhe garante espaço aberto em inúmeros meios de comunicação em qualquer parte deste País...Confiança todos os produtores rurais depositam em JOÃO BATISTA OLIVI. A audiência do canal rural sempre foi dada pelo respeito e pela credibilidade, respeito e credibilidade que hoje depositamos aos novos dirigentes do CANAL RURAL.

    0