Trigo: Conab retoma leilões no Sul e São Paulo

Publicado em 15/01/2012 06:59 722 exibições
Serão ofertadas 360 mil de toneladas do grão com o objetivo de garantir o preço mínimo ao produtor

Na próxima sexta-feira, 20 de janeiro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), retoma os leilões de prêmio de trigo para os estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo.  Serão ofertadas 360 mil toneladas (t) do grão, segundo informações anunciadas nesta sexta-feira, 13 de janeiro, pelo do secretário de Política Agrícola do Mapa, Caio Rocha.  

O governo fará leilão de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) e Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro). No leilão de Pepro serão disponibilizadas 30 mil t, sendo 10 mil provenientes do Paraná, 10 mil toneladas do Rio Grande do Sul e outras 10 mil de São Paulo. O participante terá de comprovar a venda do produto para uma indústria moageira sediada na unidade da federação de plantio do trigo, ou a venda e o escoamento do grão para qualquer consumidor final sediado fora da unidade da federação de plantio. Já o leilão de PEP vai comercializar 110 mil toneladas do grão do Paraná, 195 mil t no Rio Grande do Sul, 20 mil t e 5 mil t, em Santa Catarina e São Paulo, respectivamente.

O objetivo dos leilões é garantir o preço mínimo ao produtor, além de estimular a safra nacional e o escoamento da produção. Entre novembro e dezembro de 2011 foram realizados três leilões e comercializados 590 mil t de trigo. Este é o quarto leilão de trigo e o primeiro neste ano.


Saiba Mais


Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro) – O governo concede uma subvenção econômica (prêmio) ao produtor e/ou sua cooperativa que se disponha a vender seu produto pela diferença entre o valor de referência estipulado pelo governo federal e o valor do prêmio arrematado em leilão.


Prêmio para Escoamento de Produto (PEP) - O governo concede um valor à agroindústria ou cooperativa que adquire o produto pelo preço mínimo diretamente do produtor rural e o transporta para região com necessidade de abastecimento.

Tags:
Fonte:
Mapa

1 comentário

  • samuel antunes Campo Mourão - PR

    oi gostaria de saber porque as cooperativas nao repasam o valor total do preço minimo ao produtor, uma vez que no caso concreto quem esta levando vantagens sao as enorme cooperativas que armazenam os trigos dos produtores e repassam parte a eles????????????? que vergonha em brasil

    0