Defensivos agrícolas permanecem com alíquota zero em Santa Catarina

Publicado em 23/08/2019 13:58
123 exibições

O presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo, deputado Moacir Sopelsa (MDB) ressalta a importância do diálogo no acordo entre o governo, as lideranças da cadeia produtiva, com a participação decisiva da Assembleia Legislativa.

“Estou muito feliz com a decisão do governador, Carlos Moisés e dos representantes do setor  que se reuniram, e através do diálogo chegaram a um entendimento que é o melhor para Santa Catarina”.

Depois de um longo impasse, os defensivos agrícolas permanecem com isenção de ICMS. O governo estadual vai encaminhar para a Assembleia Legislativa medida provisória (MP) prorrogando para até 31 de dezembro a isenção na alíquota de ICMS.

Sopelsa enfatiza que desde o início, este foi o pensamento dele na Assembleia, construir o entendimento através do diálogo. O parlamentar reforça  a posição de que “aumentar impostos é um grande equívoco. Não tenho nenhuma dúvida de que o entendimento entre o governo, a Assembleia Legislativa e o setor produtivo foi a melhor saída para o impasse. A partir deste acordo, o diálogo permanece aberto e agora podemos continuar o debate”, pontua.

Para Sopelsa com o resultado positivo das negociações que iniciaram na Assembleia “Certamente, Santa Catarina vai avançar na política de incentivos, tornando o estado ainda mais competitivo e melhorando a qualidade de vida da nossa gente”, finaliza.

Relembre as discuções sobre o assunto:

>> Insumos agrícolas são taxados com 17% de ICMS em Santa Catarina e safra de verão pode ser prejudicada

>> Aprosoja SC tenta reverter decisão do governador do estado que taxou insumos agrícolas com 17% de ICMS

>> Deputado Estadual de SC acredita em cancelamento de cobrança de 17% do ICMS sobre os defensivos agrícolas

Tags:
Fonte: Deputado Moacir Sopelsa

0 comentário