Wagner Rossi, Ministro da Agricultura, teve cargo ameaçado após a derrota do Planalto na votação do Código Florestal

Publicado em 28/05/2011 09:29 e atualizado em 30/05/2011 12:05 1171 exibições
Com inforamações do jornal O Estado de S.Paulo
Depois da aprovação do projeto de mudança do Código Florestal na Câmara dos Deputados, o ministro da Agricultura , Wagner Rossi (PMDB), teve seu cargo ameaçado, em um pedido do ministo Antonio Palocci em um telefone ao vice-presidente Michel Temer, também do PMDB. Rossi revelou o ocorrido à colunista do  jornal O Estado de S. Paulo, Dora Kramer, no último dia 27. Este, segundo o Estadão, foi o sintoma mais evidente do racha entre o PT e o PMDB no debate entorno da votação da legislação ambiental na Câmara dos Deputados.

Por conta disso, no dia 12, uma onda de boatos deu como certa a demissão do ministro da Agricultura. O gabinete de Rossi foi bombardeado por uma bateria de telefonemas de jornalistas querendo confirmar a demissão.

Há informações ainda de que o ministro teria reclamado do fato de os ambientalistas terem tentado "dar um golpe nos trabalhos do Congresso". "Não queriam reconhecer que havia progressos para o meio ambiente e a agricultura no novo Código Florestal e, por isso, tentaram pura e simplesmente barrar a votação", queixou-se, alegando que a lei prevê o cadastramento de propriedades, a recomposição florestal e penalidades fortes para quem não cumprir as regras.

Veja no link abaixo a notícia completa no site do jornal O Estado de São Paulo:

>> Wagner Rossi, da Agricultura, vira 'emblema' da crise

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário