Setor sucroalcooleiro do Brasil é referência mundial

Publicado em 15/08/2011 15:12 e atualizado em 17/08/2011 10:55 433 exibições
lavancado pelo crescimento do setor automobilístico e os investimentos em fontes ecologicamente favoráveis, um mercado industrial vem adquirindo forte representatividade na economia brasileira: o sucroalcooleiro. 

Para Carina Budin, representante de uma empresa de recrutamento, ainda existem grandes desafios para o contínuo desenvolvimento do setor, como a falta de mão-de-obra qualificada. “A produção da cana-de-açúcar demanda mais de um milhão de empregos, desde mão-de-obra na lavoura, indústria, áreas de administração, pesquisa, comercialização e exportação dos produtos – porém, ainda há escassez de profissionais fora dos grandes centros urbanos”.

Agravando o problema de talentos, o país é hoje referência mundial no setor. “Existe uma grande disputa internacional pelo capital humano brasileiro, em especial por países que também estão investindo em fontes energéticas alternativas como a África e o Caribe”, ressalta Carina.

Como solução para os obstáculos citados, a executiva recomenda o investimento na educação. “É essencial a implantação de cursos de especialização voltados para as indústrias sucroalcooleiras. A mecanização do plantio também pode ajudar no processo de crescimento da área” diz Budin.

Segundo dados da UNICA (União da Indústria da Cana de Açúcar) atualmente, o Brasil é o maior produtor de açúcar do mundo. O país ggera 25 bilhões de litros de etanol e exporta para três mercados: União Européia, Estados Unidos e Japão.

Tags:
Fonte:
Asap

0 comentário