Alta de 4,7% no boi gordo no RS em 30 dias

Publicado em 06/06/2014 11:25 654 exibições
Por Renato Bittencourt, analista de mercado da Lance Agronegócios

O cenário de pouca disponibilidade de animais para abate oriundos de pastagens de inverno tem causado uma alta constante no preço do boi gordo no Rio Grande do Sul.

Desde o início de maio, há 30 dias, as cotações subiram 4,7%, passando de R$8,50/kg de carcaça, para R$8,90/kg de carcaça, a prazo, considerando o preço base sem bonificações.

Negócios R$0,10 acima também ocorrem.

A vaca gorda gira em torno de R$8,50/kg de carcaça, a prazo, preço 4,9% mais alto considerando o mesmo período de comparação, mas negócios R$0,10 acima são comuns.

Na reposição, as cotações de animais mais velhos estão estáveis, com o novilho girando entre R$4,20 e R$4,30/kg e vaca de invernar a R$4,00/kg, porém com pouca disponibilidade.

Já o preço dos terneiros está entre R$4,50 e R$4,80/kg, dependendo da qualidade do animal. Isto representa queda frente aos R$5,00/kg que eram negociados há um mês, que ocorre devido a menor procura.

Boa parte das pastagens está praticamente apta para a entrada dos animais, algumas já são pastoreadas há cerca de 15 dias, mas a oferta para abate só deve melhorar a partir de julho e a perspectiva é de preços firmes até lá.

Tags:
Fonte:
Lance Agronegócios

0 comentário