Boi: Negociações no atacado estão enxutas com a oferta restrita de animais e a segunda quinzena do mês

Publicado em 23/06/2020 17:10 313 exibições

LOGO nalogo

As negociações no atacado da carne bovina seguem enxutas já que a demanda está enfraquecida com a segunda quinzena do mês e com a oferta restrita de animais. A baixa disponibilidade de animais terminados não deixa estoques no atacado avançarem muito, conforme a consultoria Agrifatto reportou.

Os preços da carne no atacado estão dando suporte para os frigoríficos a ofertar valores maiores para a arroba do boi gordo. “Em nosso levantamento, os preços da carne saíram de R$ 13,60/kg para R$ 13,85/kg com a retomada da demanda no mercado interno. Se tivermos uma retomada mais rigorosa da economia, é possível que esse setor venha a ser beneficiado”, relatou o Sócio da Radar Investimentos ao Notícias Agrícolas.

Os preços da carne no varejo recuaram com a segunda quinzena do mês em todas as praças pesquisadas pela a Scot Consultoria. No estado de São Paulo, a queda foi mais acentuada com 2,61% na comparação semanal. Em Minas Gerais o recuo foi de 0,71%, Rio de Janeiro, com queda de 0,45% e o Paraná, que registrou desvalorização de 0,30% no período analisado.

A Informa Economics FNP destacou que os fundamentos do mercado físico do boi gordo seguem os mesmos com a arroba sustentada pela baixa disponibilidade de animais prontos para abate.  “A oferta restrita tende a ficar ainda mais restrita pelo esgotamento da boiada terminada a pasto e a indisponibilidade do gado oriundo do primeiro giro de confinamento”, apontou em seu relatório.

Ainda segundo os dados da Informa Economics, as indústrias têm mantido abates regulares, principalmente nas plantas habilitadas para exportação, em função da sólida demanda pelo produto brasileiro no mercado internacional. “Desde a semana passada, alguns players alegam receio quanto a uma possível interrupção dos negócios por parte da China, como medida preventiva ao COVID-19”, comentou.

Os participantes do aplicativo da Agrobrazil informaram negócios para o boi com padrão exportação na região de R$ 220,00/@, à prazo com três dias para pagar e com data para o abate em 30 de junho. Já na localidade de Nova Xavantina/MT, o valor negociado para o boi gordo foi de R$ 200,00/@, à prazo com trinta dias para pagar e com data para o abate em 30 de junho.

Mercado futuro

Os contratos futuros finalizaram a sessão nesta terça-feira (23) com ligeiras valorizações na Bolsa Brasileira (B3). O contrato Junho/20 terminou o dia com um ganho de 0,49% e está cotado a R$ 215,00/@.

O julho/20 está precificado a R$ 216,20/@ e teve um aumento de 1,41%. Já o Agosto/20 encerrou o dia com um avanço de 0,05% e foi negociado a R$ 213,50/@ e o contrato Outubro/20 teve uma alta de 0,73% e está cotado a R$ 214,05/@.

Confira a entrevista na completa:

>> Exportações de carne bovina podem bater recorde em junho se ritmo de embarques seguir forte até o final do mês

Confira como ficaram as cotações para o Boi Gordo nesta terça-feira:

>> BOI

Tags:
Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário