Chuva de granizo prejudica cerca de 20 produtores e compromete 50% da próxima safra em São Sebastião do Paraíso

Publicado em 21/08/2013 18:35
558 exibições

De acordo com o engenheiro agrônomo da Cooparaiso, Marcelo Almeida, a chuva de granizo atingiu no total cerca de 200 hectares de lavouras de café, sendo que cerca de 50 hectares foi na região do bairro rural da Faxina; lavouras localizadas nos bairros de Espraiado, Volpe e Lagoa Preta também foram prejudicadas. O município de Paraíso possui área de 13.890 mil hectares de cafezais, portanto, a área prejudicada é relativamente pequena, porém os produtores atingidos tiveram estragos bastante significativos.

Esse foi o caso de Vitor de Almeida Campos, que tem propriedade bem próxima da cidade e teve 15 hectares atingidos pelo granizo. “A chuva pegou 80 mil pés. Vou ter mais ou menos 15% de quebra da safra que vem. Por causa da chuva a varrição deve atrasar uns dez dias. Já tive esse problema no passado e sei que a entrada de doença pode ser grande. Paramos tudo e vamos fazer a pulverização, porque as doenças que estavam no chão podem passar para as folhas e o prejuízo pode ser ainda maior”, relacionou o produtor.

Confira a notícia na íntegra no site do Coffee Break

Granizo compromete pelo menos 50% da próxima safra de café em São Sebastião do Paraíso

Polo de Excelência do Café

Uma forte chuva de granizo atingiu no último domingo (18) o município de São Sebastião do Paraíso, no sudoeste de Minas Gerais. O volume foi tão grande, que uma grande camada de gelo se formou nas ruas da cidade. Na zona rural do município, chuvas intensas também provocaram grandes prejuízos para os cafeicultores.

Segundo o gerente do Departamento Técnico da Cooparaiso (Cooperativa Regional dos Cafeicultores de São Sebastião do Paraíso), engenheiro agrônomo Marcelo Moura Almeida, é possível afirmar que uma área de aproximadamente 200 hectares de café foi atingida, tendo sido afetadas lavouras tanto na fase adulta quanto novas em formação. Os ventos chegaram a 106 km/h.

“Encontramos lavouras que seguramente terão perdas de 50% ou mais na próxima safra, em função dos danos causados às plantas pela chuva de granizo. Há casos de lavouras novas que foram totalmente destruídas”, explicou depois de receber as informações de uma equipe técnica que foi a campo dimensionar a intensidade dos estragos.

Confira a notícia na íntegra no site da CNC 

Tags:
Fonte: Coffee Break + Excelência Café

0 comentário