Café: cotações rumo aos US$ 2,00 em NY com altas de mais de 1.300 pontos

Publicado em 03/03/2014 17:38 e atualizado em 03/03/2014 18:49 777 exibições

Os negócios com o café arábica na bolsa de Nova Iorque tiveram uma segunda-feira(03) de muita oscilação. O principal contrato, maio /14, teve uma variação entre as máximas (197,80) e as mínimas (176,90) de mais de 2 mil pontos e o setembro chegou a trabalhar acima dos 200 centavos de dólar por libra peso. O grande momento do mercado aconteceu no período da tarde, com um forte rally de alta e o acionamento automático de ordens de compras. Mas no final da sessão, os patamares recordes não se sustentaram e perderam o fôlego. Mesmo assim, os principais contratos encerraram com ganhos bastante robustos. O vencimento maio fechou em 193,45 centavos de dólar por libra peso, com 1315 pontos de alta e o setembro encerrou a sessão com 197,15 centavos de dólar por libra peso, alta de 1310 pontos.  

O café arábica no mercado futuro já subiu mais de 44% no mês passado, o maior ganho percentual mensal em cerca de 20 anos. O clima mais quente que o normal para o período aumentou o alerta sobre a safra, que os produtores começarão a colher em maio. A falta de umidade pode impedir o crescimento vegetativo das plantas e comprometer a safra de 2015. Para esta safra os problemas estão nos frutos em crescimento que sem água suficiente para promover o enchimento dos grãos, ficam comprometidos. 

Mas outro fator que  ajudou os preços a subirem é o carnaval. O feriado nacional no Brasil, que termina na quarta-feira (5), significa menos vendedores no mercado e oferta ainda mais restrita. O Brasil é a fonte de um terço do café produzido no mundo.  

"Está tudo relacionado com o Carnaval", disse Demilson Batista, diretor de vendas de produtores Legender Cafés Especiais, de Minas Gerais". O país inteiro está festejando agora".

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • antonio carlos teixeira Franca - SP

    O mercado vai continuar muito instável, enquanto não se quantificar as perdas . Até lá, vamos assistindo a todo tipo de explicação, como "está tudo relacionado com o carnaval......"

    0