Café: Cotações do arábica operam com leve alta nesta manhã de 2ª após quedas recentes em NY

Publicado em 26/11/2018 09:37
365 exibições

LOGO nalogo

Os contratos futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com leve alta nesta manhã de segunda-feira (26). O mercado externo do grão se acomoda tecnicamente depois de fechar a sessão anterior com queda de cerca de 300 pontos, mas também segue o câmbio.

Por volta das 09h29 (horário de Brasília), o vencimento dezembro/18 tinha alta de 25 pontos, a 107,40 cents/lb e o março/19 avançava 65 pontos, a 111,60 cents/lb. Já o contrato maio/19 registrava ganhos de 60 pontos e o julho/19 tinha valorização 50 pontos, a 117,00 cents/lb.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 420,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP), em Guaxupé (MG) os preços estavam cotados a R$ 435,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 425,00.

Veja como fechou o mercado na sexta-feira:

» Café: Cotações do arábica recuam mais de 300 pts nesta 6ª feira e estendem perdas em NY

» Clique e veja as cotações completas do café

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Ivanir Matos Espera Feliz - MG

    Com certeza deve ter alguém levando vantagem com esses preços baixos do café se o governo não intervir nisso aí nos estamos ferrados. Alguma coisa tem que ser feito se somos o maior produtor de café do mundo porque temos que aceitar o preço de outro país .

    0
    • IRMAOSCHIAVONBUENO BRANDÃO - MG

      O Brasil precisa facilitar o investimento na industrialização dos nossos produtos. Os estrangeiros compram a nossa matéria-prima barata e geram empregos e riquezas em seus países. Isso porque o empresário no Brasil é visto e perseguido como se fosse bandido. Concordo com a fiscalização, mas ainda temos gente honesta no país, que poderiam fazer mais se fossem mais valorizados.

      0
    • IVANIR MATOSESPERA FELIZ - MG

      O Brasil têm tudo para tomar outro rumo ... eu acho que tem que ser bom para todos e não para uma meia dúzia, como tem sido nesses últimos anos...

      0