Café tem quarta-feira estável na Bolsa de Nova York e no Brasil

Publicado em 08/07/2020 16:45 292 exibições

LOGO nalogo

A quarta-feira (8) foi um dia tranquilo para o mercado futuro do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O mercado teve um dia de realização de lucros, após encerrar com altas a última sessão. O analista de café Guilherme Morya, do Rabobank, afirma que a tendência é que o mercado continue apresentando volatilidade durante todo o mês de junho

Julho/20 teve queda de 30 pontos, valendo 98,95 cents/lbp, setembro/20 registrou baixa de 30 pontos, valendo 100 cents/lbp, dezembro/20 teve baixa de 35 pontos, negociado por 102,55 cents/lbp e março/21 registrou queda de 35 pontos, valendo 104,65 cents/lbp.

Destaca ainda que os dois pontos que tendem a chamar mais atenção do mercado, além do clima, é a colheita de café e as possíveis consequências da pandemia do Coronavírus para o Brasil. Destaca também que a colheita acontece de maneira mais lente e que acompanha também a disponibilidade de containers para exportação, apesar do Brasil ainda não ter enfrentado grandes problemas nos embarques. 

>>> Julho volátil: Clima, entrada da safra e pandemia devem manter o mercado com altas e baixas, diz Rabobank

O site internacional Barchart destacou em sua análise diária que os preços do café  desistiram de uma recuperação antecipada e se estabilizaram para diminuir. "Com a preocupação de que o ressurgimento da pandemia de coronavírus possa manter os bloqueios em vigor por mais tempo, prejudicando a demanda de café em restaurantes e cafés", afirmou. 

Os estoques nas principais regiões do Brasil estão com níveis mais baixos quando comparados com os outros anos, o que pode ser um fator de alta para os preços em Nova York. O novo café, segundo o analista, deve começar a pressionar os preços quando o mercado entender melhor como ficará a demanda no pós pandemia. 

No Brasil, o mercado físico também operou próximo da estabilidade nas principais regiões produtoras do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 0,95% em Araguarí/MG, valendo R$ 520,00. Guaxupé/MG manteve o valor de R$ 518,00, Poços de Caldas/MG manteve o valor de R$ 510,00. Patrocínio/MG manteve o valor de R$ 515,00.

O tipo cereja descascado manteve a estabilide nas principais regiões produtoras do país. Guaxupé/MG: R$ 582,00, Poços de Caldas/MG: R$ 610,00, Patrocínio/MG: R$ 565,00, Varginha/MG: R$ 610,00, Campos Gerais/MG: R$ 592,00 e Espírito Santo/SP: R$ 600,00. 

>>> Veja mais cotações aqui 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário