Seca provoca falta de água em sete estados dos EUA

Publicado em 26/05/2014 16:21 e atualizado em 10/03/2020 17:12 10763 exibições
O cultivo do trigo de inverno nas Grandes Planícies já sofre prejuízos

Os Estados Unidos estão passando por uma das piores secas de sua história recente. De acordo com o site USA Today, mais de 30% do país registra seca moderada à severa. 

Em sete estados – Texas, Oklahoma, Arizona, Kansas, Novo México, Nevada e Califórnia – a condição está tão crítica que mais da metade do território desses estados registram seca severa, caracterizada por danos às safras, falta de água e racionamento. 

Com base nas informações do Monitor de Secas (U.S. Drought Monitor), o site financeiro 24/7 Wall St., fez uma análise da situação nos estados com os maiores níveis de seca. O meteorologista Brad Rippey do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou ao 24/7 Wall St. que secas moderadas já são registradas em algumas partes do país – principalmente no Sul do Texas – por pelo menos 3 anos e meio. 

Pelo menos 25% do território da Califórnia e 30% de Oklahoma a seca é considerada “excepcional”, que é a classificação mais severa no país. Esses estados já registram prejuízos às pastagens e às lavouras, além de escassez de água em reservatórios. 

Uma das culturas mais atingidas pela estiagem é o trigo de inverno. “Grande parte do trigo de inverno é cultivado no sul das Grandes Planícies, região localizada nos estados de Texas, Oklahoma e Kansas”. Em 2012, o Texas tinha 250 mil fazendas e Oklahoma tinha 80 mil fazendas. 

No Sudoeste do país, as preocupações estão menos focadas na agricultura e mais no nível dos reservatórios, segundo Rippey. No Arizona, os reservatórios estavam a apenas 2/3 de seu nível normal. “No Novo México os reservatórios estão com apenas metade do seu nível normal e em Nevada a situação é ainda pior, já que os reservatórios têm apenas 1/3 do que é esperado para o período”. 

A situação na Califórnia, porém é a mais problemática. O estado inteiro registrava seca severa até a semana passada e em 75% de sua área a seca era considerada ‘extrema’. “Os reservatórios que geralmente são repostos pela água das cordilheiras Sierra Nevada e Southern Cascades estão enfrentando a pior situação”, disse Rippey.  

Os racionamentos no estado já forçaram diversos produtores norte-americanos a deixarem de cultivar suas terras. “No atual nível de uso de água, diríamos que a Califórnia tem água potável para menos de 2 anos”.     

O U.S. Drought Monitor é produzido pelo USDA, pela NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica do governo dos EUA) e pelo Centro Nacional de Mitigação de Secas na Universidade de Nebraska-Lincoln. 

20/may/droughtmonitor

Áreas vermelhas e mais escuras apontam as áreas mais atingidas pela seca 

Para fazer um panorama da situação, o site 24/7 Wall St. analisou os sete estados mais atingidos até o dia 13 de maio e as informações recentemente publicadas pelo Serviço Nacional de Estatísticas Agrícolas do USDA: 

7. Texas
- 56,1% do território com seca severa 
- 39,9% território com seca extrema 
- 20,7% território com seca excepcional 

A maior parte do norte e do centro do Texas registrou seca severa na semana passada. A estiagem pode afetar severamente a indústria agrícola do estado. 

6. Oklahoma
- 64,5% do território com seca severa 
- 50,1% território com seca extrema
- 30,4% território com seca excepcional

O estado que abriga 80 mil fazendas tem quase 310 mil pessoas que trabalham no setor agrícola sendo prejudicadas pela seca. A situação é ainda pior porque o estado está passando pelo período que costuma ser chuvoso. Em março, a Comissão de Assistência para Emergências da Seca de Oklahoma concedeu US$ 1 milhão para as comunidades rurais do estado. 

5. Arizona
- 76,3% do território com seca severa 
- 7,7% território com seca extrema 
- 0,0% território com seca excepcional

Mais de 3/4 do estado registram seca extrema. As temperaturas mais altas e o inverno com neve abaixo do normal reduziram drasticamente a umidade do solo, tornando os campos mais suscetíveis a incêndios. 

4. Kansas
- 80,8% do território com seca severa
- 48,1% território com seca extrema
- 2,8% território com seca excepcional

Após anunciar a gravidade da seca, o governador de Kansas, Sam Brownback, levantou restrições para o uso de água no estado.  

3. Novo México
- 86,2% do território com seca severa
- 33,3%  território com seca extrema
- 4,5% território com seca excepcional

Apesar do cenário preocupante, o estado está em condições melhores que no ano passado, quando mais de 80% de seu território passava por seca extrema. As previsões do NOAA apontam para uma melhora no clima neste verão. 

2. Nevada
- 87,0% do território com seca severa
- 38,7% território com seca extrema 
- 8,2% território com seca excepcional

John Entsminger, diretor da Autoridade de recursos Hídricos do Sul de Nevada, informou que os efeitos da seca no estado já são comparados com o furacão Katrina e a tempestade Sandy. 

1. California
- 100,0% do território com seca severa
- 76,7% território com seca extrema
- 24,8% território com seca excepcional 

A situação na Califórnia é a pior entre os sete estados. O governador Jerry Brown declarou estado de emergência no início deste ano, quando a seca piorou. A escassez de água potável é tão severa que o estado está investindo em soluções de longo prazo, como a dessalinização. Sua estrutura já está sendo construída no sul da Califórnia. 

Informações: U.S. Drought Monitor, USA Today24/7 Wall St.

Tradução: Fernanda Bellei


Leia mais sobre os efeitos da seca nas pastagens dos EUA:

Pastagens secas e demanda em alta faz carne bovina subir até 30% nos EUA 

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário