Clima: Chuvas devem beneficiar regiões produtoras do Brasil até 4 de outubro, mostra Inmet; veja acumulados do fim de semana

Publicado em 02/10/2017 09:52
4197 exibições

LOGO nalogo

As chuvas devem continuar beneficiando áreas do cinturão produtivo do Brasil pelo menos até o dia 4 de outubro, segundo previsão do modelo Cosmo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Os acumulados podem chegar até 50 milímetros em regiões de São Paulo, Goiás, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Depois, as chuvas voltam a aparecer a partir do dia 15. Desde o fim da semana passada, praticamente todo o Brasil central tem recebido precipitações mais volumosas que têm contribuído para o início do plantio da safra de grãos e amenizado as condições das lavouras de café.

Após dias sem chuvas em praticamente todos os estados produtores do país, o Inmet chegou a alertar perigo potencial de tempestades no fim de semana e queda de granizo no Nordeste Mato-Grossense, Norte Mato-Grossense, Centro Goiano, Leste Goiano, Norte Goiano, Noroeste Goiano, Sudeste Tocantinense, Sul Tocantinense, Oeste Tocantinense, Distrito Federal, Centro Goiano, Leste Goiano, Sul Goiano e Noroeste Goiano. Também foi gerado um alerta para o Planalto Norte Catarinense, Região Metropolitana de Curitiba, Oeste Catarinense, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Planalto Sul Catarinense, Litoral Sul Catarinense, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Meio-Oeste Catarinense e Litoral Norte Catarinense.

Conforme envios de imagens e publicações em redes sociais, foram registradas chuvas de granizo e ventos de mais de 100 km/h em diversas cidades do Sul do país.

Veja algumas fotos das chuvas no final de semana no Brasil:

Chuva de granizo em Doutor Camargo (PR) - Foto: Ildefonso Ausec Chuva de granizo Paraguai (PY) - Foto: Reprodução/Redes Sociais Chuva em Passo Fundo (RS) - Foto: Reprodução/Redes Sociais  

Leia mais:
» Granizo e vendaval atingem municípios do Oeste de Santa Catarina

Após essas chuvas mais volumosas em grande parte do cinturão produtivo do Brasil, o tempo deve voltar a ficar mais seco a partir do dia 4 de outubro no país, segundo o Instituto, mas por pouco tempo. "Os produtores têm uma notícia boa e uma ruim. As chuvas na primeira semana de outubro serão boas e em forma de pancadas. Mas a partir do dia 8 de outubro o tempo volta a ficar mais aberto. Uma nova frente fria deve voltar às áreas produtoras somente no dia 15", afirma Manoel Rangel, meteorologista do Inmet. Esse período sem instabilidades no cinturão produtivo do país será de transição entre uma frente fria e outra. Rangel destaca que as tendências meteorológicas são mais suscetíveis a mudanças.

Veja o satélite com previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (03 de setembro a 08 de outubro) em todo o Brasil:

Previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (03 de setembro a 09 de outubro)
Fonte: Inmet

Veja o mapa de precipitação acumulada de domingo (1º) em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada no Brasil 01/10 - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa de precipitação acumulada de sábado (30) em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada no Brasil 30/09 - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa de precipitação acumulada de sexta-feira (29) em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada no Brasil 29/09 - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário