Tempo: Modelos mostram retorno das chuvas em áreas de safrinha a partir da próxima semana

Publicado em 08/05/2018 11:58
6906 exibições

LOGO nalogo

Modelos estendidos de institutos meteorológicos nacionais e internacionais mostram a tendência de que chuvas mais volumosas devem retornar para regiões produtoras de safrinha a partir da próxima semana. Já nos próximos dias precipitações voltam ao Sul do Brasil com o fim do bloqueio atmosférico, que vem impedindo o avanço das frentes frias no Brasil.

As chuvas no Sul se acentuam no final desta semana, mas seguirão ainda bastante restritas aos três estados da região. Já no decorrer da próxima semana, instabilidades se acentuam e a tendência é de que elas cheguem até outras regiões produtoras de safrinha do Sudeste e região central. No entanto, ainda ficam dúvidas se a chegada dessas precipitações deve reverter as perdas.

O modelo americano mostra claramente uma melhora na distribuição das chuvas pelo Brasil na semana que vai do dia 16 ao dia 24 de maio, com acumulados de até 100 milímetros no período. Em uma previsão mais curta, o modelo Cosmo do Inmet também mostram condição um pouco mais favorável para a safrinha nos próximos 7 dias, mas com chuvas ainda mais localizadas ao Sul do país, assim como a Climatempo.

Veja o mapa com a precipitação acumulada nos próximos 7 dias:

Mapa com a precipitação acumulada nos próximos 7 dias - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa com a precipitação acumulada de 08 de maio até 24 de maio:

Mapa com a precipitação acumulada de 08 de maio até 24 de maio - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Veja o mapa com a precipitação acumulada nos próximos 5 dias:

Mapa com a precipitação acumulada nos próximos 5 dias - Fonte: Climatempo

Fonte: Climatempo

"Nessa primeira semana realmente não deve haver chuva na porção mais central e em partes da região Sudeste. Porém, há partir do dia 15, existe o indicativo de mudança e o modelo essa chuva um pouco mais significativa no Paraná, no Leste de São Paulo e com deslocamento provável para a região Sudeste e parte da região central", disse Morgana Almeida, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet.

A meteorologista afirma ainda que a segunda quinzena do mês de maio também será marcada por queda de temperatura pelo país impulsionada pelo avanço de frentes frias seguidas por massas de ar frio. A região Centro-Sul, assim, terá uma condição mais úmida. Nesta semana, os volumes mais significativos ficarão sobre o Sudoeste do Rio Grande do Sul com a Argentina e na porção mais Norte da região Norte e Leste do Nordeste.

Veja mais:
» Chuvas voltam ao Sul do país na sexta-feira com fim do bloqueio atmosférico; 2ª quinzena de maio será mais úmida no Centro-Sul

"Vamos torcer para que essa situação [mais chuvas na próxima semana] realmente ocorre e com isso a gente vai ter uma condição um pouco mais favorável para o milho safrinha", ponderou Morgana.

Em meio à falta de chuvas e altas temperaturas, as lavouras da 2ª safra já apresentam perdas no potencial produtivo nas principais regiões de produção no Brasil. Uma das situações mais preocupantes é no Paraná, segundo maior estado produtor de milho no país. Contudo, áreas de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás e até em Mato Grosso, o cenário é semelhante. A quebra, no entanto, ainda não pode ser quantificada.

Leia mais:
» Milho: Clima seco compromete potencial produtivo da safrinha e preços sobem

Veja o mapa com precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil:

Mapa com precipitação acumulada nos últimos 15 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Área com perdas de milho na região de Iguaraçu (PR). Envio de Gustavo Munhoz
Área com perdas de milho na região de Iguaraçu (PR). Envio de Gustavo Munhoz

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário