Tempo: Nova frente fria chega ao Centro-Oeste do Brasil nesta 6ª feira com chuvas sobre o MT e MS

Publicado em 23/08/2018 08:35
1783 exibições

LOGO nalogo

Áreas centrais do país receberam chuvas nos últimos dias por conta das mudanças do tempo no Centro-Sul do país. Nesta quinta-feira (23), no entanto, as nebulosidades já diminuem bastante sobre o Centro-Oeste do país. Porém, já é prevista para esta sexta-feira (24) a chegada de uma nova frente fria.

"Apesar do dia amanhecer quente em Mato Grosso do Sul e parte de Mato Grosso algumas mudanças no tempo estão sendo previstas. É que a chegada de uma outra frente fria, de forte intensidade, aumenta as condições para ocorrência de temporais, em algumas áreas destes dois estados", informa a Climatempo.

Ainda segundo a empresa meteorológica, a chegada da condição tem potencial de causar ventanias e quedas de temperatura no fim de semana. O tempo, portanto, fica um pouco diferente do registrado nos últimos dias, já que as precipitações foram de fracas a moderada intensidade sobre a maior parte da região.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (24/08 a 26/08) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (24/08 a 26/08) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Segundo Morgana Almeida, chefe do centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, a chegada dessa nova frente fria pelo Sul do país deve ainda promover mudanças no tempo de outras regiões, além do Centro-Oeste. No domingo (26), o tempo deve ficar mais nublado em São Paulo e chuvas também podem ocorrer no Sul de Minas Gerais.

Veja mais:
» Previsão do tempo com clima chuvoso e frio no Sudeste e Centro-Oeste no final de semana: geadas no RS e SC no domingo

"Em São Paulo, Minas Gerais e em Goiás, a instabilidade irá beneficiar o desenvolvimento do café, cana-de-açúcar, hortaliças e das lavouras de cobertura. Por outro lado, irá afetar o andamento da colheita da cana, café e do milho safrinha, mas nada que traga prejuízos as culturas, pelo contrário, só beneficiarão", pondera a Climatempo.

Lavouras ainda não colhidas de algodão no Mato Grosso também podem ser afetadas com as chuvas.

De acordo com levantamento do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as chuvas foram mais fortes nas últimas horas no Sul. No Centro-Oeste, ontem (22), o maior acumulado foi em Rio Brilhante (MS): 21 milímetros, seguido de Bela Vista (MS): 14 mm, Maracaju (MS): 12,8 mm, Jardim (MS): 10,4 mm e Ivinhema (MS): 9,4 mm.

Veja o mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Antes da mudança nas condições do tempo no Centro-Sul, a tendência é de aquecimento sobre áreas do Centro-Oeste nesta quinta. "Durante a madrugada e nas primeiras horas da manhã, ainda pode chover fraco em áreas do sul de Mato Grosso do Sul, mas à partir da tarde com o sol forte e o aquecimento do ar a temperatura dispara e faz bastante calor no estado", informa a Climatempo.

Em localidades de Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal o ar seco predomina e o sol brilha forte. Ainda segundo a empresa meteorológica, nas horas mais quentes do dia, a população deve estar atenta a baixa umidade relativa do ar que pode ficar abaixo de 30%, em diversas áreas do Centro-Oeste do país.

Em previsões mais estendidas uma condição mais seca é prevista para a região central e a umidade se mantém mais ao Norte, segundo mapa do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), nos Estados Unidos.

Ainda nesta quinta-feira, segundo previsões do Inmet, também esperadas chuvas intensas em áreas de São Paulo e baixa umidade em parte do Maranhão.

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário