Tempo: Chuvas retornam ao Nordeste, incluindo áreas do Matopiba, a partir de 5ª feira

Publicado em 13/02/2019 11:08
4187 exibições

​​Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quarta-feira (13) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quarta-feira (13) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

Instabilidades seguem atuantes sobre a maior parte do país neste início de semana. No entanto, áreas do Nordeste receberam nos últimos baixos volumes. A previsão do tempo aponta que essa condição deve mudar a partir de quinta-feira (14).

"Um VCAN (vórtice ciclônico em alto níveis da atmosfera) vai influenciar o Nordeste do Brasil nos próximos dias e ajudar a formar áreas de instabilidade sobre a Região", destacou a Climatempo sobre a previsão para os próximos dias.

Ainda segundo a empresa meteorológica, pancadas de chuva voltam a se espalhar por todos os estados da região Nordeste, incluindo a região produtora do Matopiba, principalmente a partir desta quinta-feira por conta da atuação do VCAN.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (14/02 a 17/02) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (14/02 a 17/02) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

De acordo com o modelo Cosmo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as chuvas nesta quarta-feira (13) ainda ficam concentradas no Norte, Centro-Oeste, Sudeste e partes do Sul do Brasil. Mas já na quinta mais precipitações avançam ao Nordeste.

Hoje, apenas áreas mais isoladas do litoral de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, com alerta de altos acumulados. Ao longo do final da semana, as instabilidades se intensificam e seguem beneficiando chuvas sobre a região pelo menos até a próxima semana.

"Durante a sexta-feira e no próximo fim de semana, áreas de instabilidade continuam se formando sobre todos os estados do Nordeste e tem previsão de pancadas de chuva no litoral e interior de todos os estados", informa a Climatempo.

Veja o mapa das áreas com alerta de acumulado de chuva nesta 4ª:

Mapa das áreas com alerta de acumulado de chuva nesta 4ª - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Sul E Cariri Cearense, Cariri E Seridó Paraibano, Centrossul Cearense, Central Potiguar, Oeste Potiguar, Leste Potiguar, Agreste Potiguar, Sertao Paraibano, Agreste E Brejo Paraibano, Metropolitana De Recife, Agreste Pernambucano, Mata Pernambucana, Leste Alagoano, Agreste Alagoano, Sertão Cearense, Jaguaribe Cearense, Litoral E Mata Paraibano, Sertão De Pajeú E Do Araripe Pernambucano

A condição mais úmida prevista para os próximos dias sobre a maior parte das áreas produtoras do Brasil deve favorecer o desenvolvimento da safrinha de milho. Em algumas localidades da região Sul, as altas temperaturas e baixos volumes de chuva aceleraram a maturação do cereal.

Nesta quarta-feira, as chuvas ainda seguem sobre áreas da região central do país, inclusive com alertas de perigo. Em áreas de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, há aviso de chuvas intensas. No Rio de Janeiro e São Paulo também há alerta de acumulado.

Veja o mapa das áreas com alerta de condição adversa nesta 4ª em todo o Brasil:

Mapa das áreas com alerta de condição adversa nesta 4ª em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Para os próximos sete dias, mapas de precipitação acumulada do Inmet apontam bons volumes sobre a região Centro-Norte do país, com destaque para os estados produtores de Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e, em menor intensidade, áreas do Matopiba, e menores acumulados sobre a região Sul.

Veja o mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Em uma previsão mais estendida, do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 13 de fevereiro até 21 de fevereiro, quase todo o país receberá chuvas volumosas, com exceção de áreas ao Sul.

De 21 de fevereiro até 01 de março, as precipitações ficarão mais concentradas sobre a região Norte do país e partes do Sudeste e Centro-Oeste. Uma condição mais seca deve predominar sobre o Matopiba e de menores chuvas sobre quase todo Centro-Sul brasileiro.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 13 de fevereiro até 01 de março:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 13 de fevereiro até 01 de março - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Nas últimas 24 horas, segundo levantamento do Inmet, as precipitações mais volumosas se concentraram no Norte e Sul do país. Os cinco maiores volumes ocorreram em Tefe (AM): 103,0 mm, Santa Rosa (RS): 64,6 mm, Dionísio Cerqueira (SC): 57,2 mm, Icaraíma (PR): 55,2 mm e Humaita (AM): 49,8 mm.

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Acompanhando o desenvolvimento vegetativo da cultura de milho safrinha em Nova Aurora (PR). Envio do Técnico Agrícola David Clemente
Acompanhando o desenvolvimento vegetativo da cultura de milho safrinha em Nova Aurora (PR). Envio do Técnico Agrícola David Clemente

Tarde de campo da Cooperativa Santa Clara Veranópolis (RS). Híbridos para silagem e boas práticas
Tarde de campo da Cooperativa Santa Clara Veranópolis (RS). Híbridos para silagem e boas práticas

Sol castigando as lavouras em Dourados (MS). Envio do Eng. Agrônomo Paulo Diniz Almeida Simões
Sol castigando as lavouras em Dourados (MS). Envio do Eng. Agrônomo Paulo Diniz Almeida Simões

Soja primeiro ano na Fazenda Jatobá, cidade de Luz (MG), com 26 dias de sol no mês de janeiro. Em fevereiro, a precipitação foi de 11 mm
Soja primeiro ano na Fazenda Jatobá, cidade de Luz (MG), com 26 dias de sol no mês de janeiro. Em fevereiro, a precipitação foi de 11 mm

Soja morrendo com a seca no Paraná. Envio de Anderson e Valéria Deluqui, de Itapejara d' Oeste (PR)
Soja morrendo com a seca no Paraná. Envio de Anderson e Valéria Deluqui, de Itapejara d' Oeste (PR)

Soja em Getúlio Vargas (RS). Envio de Idelmar Fontanive
Soja em Getúlio Vargas (RS). Envio de Idelmar Fontanive

Soja em Ciríaco (RS). Envio de Itaner Fontana
Soja em Ciríaco (RS). Envio de Itaner Fontana

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário