Tempo: Mato Grosso do Sul em alerta de chuvas e ventos intensos nesta 3ª; alívio para safrinha

Publicado em 02/04/2019 11:21 e atualizado em 02/04/2019 17:39
597 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta terça-feira (02) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta terça-feira (02) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

Instabilidades estão presentes sobre áreas de Mato Grosso do Sul nesta terça-feira (02) e causam chuvas fortes, mas ainda localizadas em áreas do estado. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), inclusive, emitiu alerta para localidades Sul-Mato-Grossenses.

O aviso do Inmet é para mais ao Oeste do estado. "Chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 Km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas", disse o instituto meteorológico.

Ao longo do dia, também há previsão de chuva em Ponta Porã e Corumbá. "Na capital Campo Grande, em Cuiabá, Goiânia e Brasília, a previsão é de bastante calor e à tarde ocorrem pancadas de chuva isoladas acompanhadas de descargas elétricas atmosféricas", disse a Climatempo.

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 3ª feira:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 3ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Sul E Sudoeste Sul-Mato-Grossense, Pantanal Sul-Mato-Grossense, Centro Norte Sul-Mato-Grossense

O mês de abril começou com sol, calor e pancadas de chuva sobre quase o Centro-Oeste, segundo a Climatempo. O aquecimento na região e a umidade elevada contribuem para a formação de nuvens carregadas na maioria dos estados do Centro-Oeste.

"No sul e o oeste de Mato Grosso do Sul, a nebulosidade é maior", destacou a empresa meteorológico, justamente onde o Inmet emitiu alerta de chuvas intensas ao longo desta terça. Nos próximos dias, a tendência apontada pela previsão do tempo é de calor e pancadas de chuva irregulares.

De acordo com o mapa de precipitação acumulada do Inmet, as chuvas nos últimos dias seguiram bastante restritas sobre áreas do Centro-Norte do país, mas com pouca regularidade em localidades centrais do país. O estado de Mato Grosso foi o mais beneficiado no período.

Veja o mapa das áreas com precipitação acumulada nos últimos 3 dias:

Mapa das áreas com precipitação acumulada nos últimos 3 dias - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Os cinco maiores acumulados em todo o país nesta segunda-feira (1º) ocorreram em Imperatriz (MA): 79,2 mm, Tracuateuma (PA): 76,2 mm, João Pessoa (PB): 73,6 mm, Sobral (CE): 73,1 mm e Guaramiranga (CE): 70,2 mm. No Centro-Oeste, os três maiores volumes oscilaram entre 30 e 20 mm.

Após uma condição mais umidade em áreas do Centro-Oeste, com calor e umidade na região, as chuvas devem retornar mais fortes e generalizadas nos próximos dias com o avanço de uma frente fria pelo Sul do país, mas que consegue chegar sobre diversas áreas mais centrais do país.

"Mesmo que o modelo cosmo não traga tantas chuvas, podemos afirmar que a pré-frontal vai começar a espalhar essa precipitação pela a região do Centro-Oeste e associada com a zona de convergência vai induzir as chuvas mais intensas para o lado de Mato Grosso", disse Mamedes Luiz Melo, meteorologista do Inmet

Veja mais:
» Frente fria avança no final da semana sobre o Sul e chuvas retornam ao BR central; massa de ar frio derruba temperaturas

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (03/04 a 05/04) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (03/04 a 05/04) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Na região de Chapadão do Sul (MS), produtores estavam preocupados com a falta de chuvas nos últimos dias, mas com as previsões à frente a safrinha deverá ser beneficiada. Com a soja, os produtores da importante localidade produtora tiveram perdas de até 10 % na safra 2018/19.

"O milho safrinha vinha se desenvolvendo normal com um período muito bom de chuvas em fevereiro e meados de março, mas agora deu uma cortada, faz uns sete dias que não chove e esperamos chuvas para essa semana que iria melhorar essa tendência de produção por hectare do milho", disse Lauri dal Bosco, presidente do Sindicato Rural de Chapadão do Sul/MS.

Veja mais:
» Após quebra de 8/10% na soja, Chapadão do Sul espera volta das chuvas para ter boa safrinha de milho

De acordo com o mapa de precipitação acumulada do Inmet, nos próximos sete dias, as chuvas mais volumosas seguirão concentradas sobre a faixa Centro-Norte do país. No entanto, o estado de Mato Grosso e também a maior parte da região Sul terão bons volumes no período. O tempo fica mais seco em áreas de Minas Gerais Bahia e sertão nordestino.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 02 até 10 de abril, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Centro-Norte do país, mas chove em menor volume sobre a maior parte do país.

De 10 até 18 de abril, as precipitações ainda se concentram sobre áreas do Centro-Norte do Brasil. No entanto, várias áreas do país passam por um período mais seco. A maior parte da faixa central do país, Sul, Sudeste, Centro-Oeste e pontos do Nordeste terão baixos volumes de chuva.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 02 de abril até 18 de abril:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 02 de abril até 18 de abril - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Colheita de soja na Fazenda Caçula em Ibiacá (RS). Envio de Lourenço Scariot
Colheita de soja na Fazenda Caçula em Ibiacá (RS). Envio de Lourenço Scariot

Ágatha na colheita da soja em Itaiópolis (SC). Envio de Osni Ruthes
Ágatha na colheita da soja em Itaiópolis (SC). Envio de Osni Ruthes

Alcides Cilmar Smaniotto colhendo soja em Novo Barreiro (RS). Envio de Douglas Smaniotto
Alcides Cilmar Smaniotto colhendo soja em Novo Barreiro (RS). Envio de Douglas Smaniotto

Registros da colheita em Sede Nova (RS). Envio de Adelino Schmalz
Registros da colheita em Sede Nova (RS). Envio de Adelino Schmalz

Terra cereais no comando da lavoura de feijão com Wilson Deitoz. Envio de Rodrigo Leandro Guzzo
Terra cereais no comando da lavoura de feijão com Wilson Deitoz. Envio de Rodrigo Leandro Guzzo

Feijão de Espigão Alto do Iguaçu.Envio de Rodrigo Leandro Guzzo
Feijão de Espigão Alto do Iguaçu.Envio de Rodrigo Leandro Guzzo

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário