Tempo: Milho safrinha tem perdas com seca no PR, mas chuvas retornam nesta 2ª ao estado e em MS, SC e SP

Publicado em 22/04/2019 10:49 e atualizado em 22/04/2019 14:15
1528 exibições

​Imagem de satélite de todo o Brasil nesta segunda-feira (22) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta segunda-feira (22) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

A região Sul do país vivenciou um cenário de tempo mais firme nos últimos dias. Com a condição, produtores de milho safrinha no Oeste e Noroeste do Paraná já relatam perda de potencial produtivo do cereal. No entanto, nesta segunda-feira, chuvas devem retornar para a região e outros estados.

O produtor Ildefonso Ausec, de Doutor Camargo (PR), informa que os últimos dias nas regiões Oeste e Noroeste do estado têm sido de altas temperaturas e baixos volumes de chuva. Com isso, perdas já começam a ser vistas em lavouras de milho safrinha. A soja da safra 2018/19 já havia enfrentado condição adversa.

Milho safrinha apresenta sinais de perdas no Norte e Noroeste do PR - Foto: Ildefonso Ausec Milho safrinha apresenta sinais de perdas no Norte e Noroeste do PR - Foto: Ildefonso Ausec Milho safrinha apresenta sinais de perdas no Norte e Noroeste do PR - Foto: Ildefonso Ausec Noroeste do Paraná sofre com a falta de chuvas e milho safrinha já contabilizam perdas significativas e irreversíveis, calcula-se perdas acima se 30%. Envio de Frank Teixeira Noroeste do Paraná sofre com a falta de chuvas e milho safrinha já contabilizam perdas significativas e irreversíveis, calcula-se perdas acima se 30%. Envio de Frank Teixeira

Veja mais:
» Falta de chuvas prejudica perspectivas para milho safrinha em Doutor Camargo/PR

O Deral (Departamento de Economia Rural) do estado do Paraná aponta que a segunda safra de milho no estado já está toda plantada e a maior parte em fase de maturação, com 89% em boa condição e 11% em média. O informativo divulgado na última semana aponta ainda que a colheita da soja paranaense já atinge 98%.

De acordo com a Climatempo, a passagem de uma frente fria e a intensificação dos ventos na baixa atmosfera ajudaram a espalhar bastante instabilidade sobre a região Sul do Brasil. As precipitações voltam a atingir áreas dos três estados neste início de semana

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (23/04 a 25/04) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (23/04 a 25/04) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil - Fonte: COLA Mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil - Fonte: COLA Mapa com a previsão de precipitação do GFS para os próximos 3 dias no Brasil - Fonte: COLA
Fonte: COLA

Apesar das preocupações, as chuvas devem retornar. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), esta segunda-feira (22) começa com  alerta de chuvas intensas sobre a maior parte do estado do Paraná e partes de Santa Catarina. Também há aviso emitido pelo instituto para localidades de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Rondônia e São Paulo.

"Chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 Km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas", destacou o instituto meteorológico brasileiro em relação aos avisos para áreas do estado do Paraná e Santa Catarina.

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 2ª feira:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 2ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Planalto Norte Catarinense, Metropolitana De Curitiba, Oeste Catarinense, Vale D
o Itajai, Grande Florianópolis, Planalto Sul Catarinense, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Meio-Oeste Catarinense, Litoral Norte Catarinense

Apesar do retorno das chuvas em áreas da região Sul neste início de semana, os sistemas que favorecem as instabilidades sobre a região devem durar pouco. O modelo Cosmo aponta que já na quinta-feira (25) as chuvas diminuem sobre a maior parte dos três estados do Sul. Mas no final da semana as precipitações retornam.

O modelo Cosmo, com a precipitação acumulada para os próximos sete dias, aponta altos volumes sobre áreas da região Sul do Brasil, além de pontos isolados de acumulados expressivos em áreas de Mato Grosso do Sul, mas baixos volumes em Mato Grosso e Goiás, e na maior parte da região Norte e áreas do Nordeste.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

José Roberto Brucceli, diretor do Sindicato Rural de Rio Verde - GO, já havia informado na semana anterior preocupações pontuais com o crescimento de espigas de milho na região da entidade por conta do tempo nublado. As expectativas são de boa produtividade, na casa das 100 sacas por hectare. A colheita deve se iniciar em 15 junho.

Veja mais:
» Tempo nublado impede algumas espigas de crescerem, mas expectativa segue boa para safrinha em Rio Verde/GO

Nas últimas 24 horas, as chuvas mais volumosas no país ocorreram em diversos pontos isolados. Os cinco maiores volumes foram em Tomé Agu (PA): 336,4 mm, Frederico Westphalen (RS): 61,8 mm, Barcelos (AM): 61,2 mm, São Felix do Araguaia (MT): 61,0 mm e Barreiras (BA): 60,4 mm.

Veja o mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas:

Mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas -  Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 22 até 30 de abril, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Centro-Norte do país, mas voltam para outras áreas, incluindo o Sul.

De 30 de abril até 08 de maio, as precipitações voltam a se concentrar sobre áreas mais ao extremo Norte das regiões Norte e Nordeste e isoladamente e em menores volumes em alguns pontos mais centrais do Brasil.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 22 de abril até 08 de maio:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 22 de abril até 08 de maio - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Soja potencial em Sananduva (RS). Envio de Alexandre Maitto
Soja potencial em Sananduva (RS). Envio de Alexandre Maitto

Milho Safrinha Fazenda Takahashi em Balsas (MA). Envio de Julio Takahashi
Milho Safrinha Fazenda Takahashi em Balsas (MA). Envio de Julio Takahashi

Campos em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Campos em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Campos em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Campos em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Colheita de pipoca Ruby Red, pronta para a etapa de secagem, apesar de sua casca ser de coloração vermelha, não se engane, ao estourar possui coloração extremamente branca. Agrofloresta Pedras Brancas. Envio de Leonardo Vanzin
Colheita de pipoca Ruby Red, pronta para a etapa de secagem, apesar de sua casca ser de coloração vermelha, não se engane, ao estourar possui coloração extremamente branca. Agrofloresta Pedras Brancas. Envio de Leonardo Vanzin

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário