Tempo: BR central terá condição mais seca pelo menos até junho; 2ª feira com tempestades no RS

Publicado em 20/05/2019 11:10
1330 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta segunda-feira (20) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta segunda-feira (20) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

A semana começa com uma massa de ar seco tomando a maior parte do Brasil central, o que favorece a ocorrência de novas incursões de frio nos próximos dias. Os modelos mais estendidos mostram, inclusive, que pelo menos até o início de junho baixos volumes de chuva serão registrados sobre essas áreas centrais do país.

O modelo Cosmo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) aponta que nos próximos sete dias as chuvas mais volumosas ocorrem sobre áreas do extremo Norte, incluindo o Acre, Amazonas, Pará e Maranhão, além de pontos no Sul, tomando o Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Baixos volumes são previstos para a maior parte do país.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos próximos 7 dias no Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa com a previsão de precipitação para até 93 horas (21/05 a 23/05) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação para até 93 horas (21/05 a 23/05) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Mapas de precipitação mais estendidos, para os próximos 15 dias, mostram que as chuvas seguirão escassas sobre a maior parte da faixa central do Brasil pelo menos até o dia 5 de junho, que é quando encerra a previsão do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês).

No período de 20 até 28 de maio, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Norte do país, mas voltam fracas em áreas do Sul. De 28 de maio até 05 de junho, as precipitações seguem sobre a faixa Norte, chegando até alguns pontos do Nordeste. No Sul, as chuvas seguem e ficam mais volumosas e avançam até pontos do Sudeste.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 20 de maio até 05 de junho:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 20 de maio até 05 de junho - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

O tempo mais firme em áreas centrais do país devem favorecer os trabalhos de colheita do milho safrinha, como por exemplo no estado de Mato Grosso. Na região de Cláudia (MT), a colheita do cereal deve ter início nesta semana e avançar pelos próximos dias, com produtividade média esperada em cerca de 100 sacas por hectare.

Veja mais:
» Colheita do milho safrinha deve começar esta semana em Cláudia/MT e produtividade média é esperada

Além do tempo mais seco sobre a maior parte da faixa central do país nos próximos dias, uma nova massa de ar frio de forte intensidade chega ao Brasil no decorrer desta semana com potencial de derrubar bem mais as temperaturas do que as observadas na semana passada, segundo a Climatempo. Recordes chegaram a ser registrados.

"O frio vem mais intenso e é possível que a semana termine com geada nos três estados da Região, com risco do fenômeno ocorrer também em Mato Grosso do Sul", destacou a empresa meteorológica. No dia 23 de maio, com a ausência do sol por conta da massa de ar seco, combinada desta massa polar, é que as temperaturas devem despencar.

Veja o mapa com a previsão de temperatura mínima para até 93 horas (20/05 a 23/05) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de temperatura mínima para até 93 horas (20/05 a 23/05) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

"Os dias 24 e 25 de maio devem ser os mais gelados dentro do período de atuação desta massa de ar frio. São nestes dias que o centro da massa polar, que é a região mais fria do sistema, deve se deslocar sobre o Sul do Brasil e avançar para o leste da Região Sudeste", informa a Climatempo.

No domingo (19), várias cidades tiveram baixas temperaturas, segundo levantamento do Inmet. As cinco menores mínimas em todo o país ocorreram em Itatiaia (RJ): 3,2°C, Monte Verde (MG): 7,7°C, Campos do Jordão (SP): 8,1°C, Bom Jardim da Sera (SC): 8,4°C e Maria da Fé (MG): 9,1°C.

Com a atuação de um sistema de baixa pressão, o extremo Sul da região Sul já começa a ter tempestades nesta segunda-feira. "Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 Km/h), e queda de granizo. Risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos", informa o Inmet.

Veja o mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 2ª feira:

Mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 2ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Campanha, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Planalto Médio, Missões, Litoral Gaúcho

Além do alerta de chuvas forte para o Sul, áreas do Ceará e Piauí também têm aviso de acumulado de chuva nesta segunda-feira. Pontos de Goiás, Mato Grosso e Rondônia também ficam em alerta com a baixa umidade.

Área de trigo no Município de Nova Aurora (PR). Envio do Técnico Agrícola da COPACOL David Clemente
Área de trigo no Município de Nova Aurora (PR). Envio do Técnico Agrícola da COPACOL David Clemente

Foto em Balsas (MA). Envio de Clodoaldo de Césaro
Foto em Balsas (MA). Envio de Clodoaldo de Césaro

Plantação de Braquiária, Mato Grosso do Sul propriedade de Airton Jose Groff.
Plantação de Braquiária, Mato Grosso do Sul propriedade de Airton Jose Groff.

Tirando batata fazenda de Palmas (PR) - Grupo Igarashi de Papanduva (SC). Envio de Antônio Barabach
Tirando batata fazenda de Palmas (PR) - Grupo Igarashi de Papanduva (SC). Envio de Antônio Barabach

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário