Tempestade subtropical Jaguar se forma na costa do ES e RJ

Publicado em 21/05/2019 12:08
153 exibições

LOGO nalogo

Uma tempestade subtropical se formou na costa da região Sudeste, entre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. A Marinha do Brasil, o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) estão acompanhando a situação e até o momento não devem haver reflexos no continente, apenas em alto-mar.

"São esperados ventos duros, podendo atingir 85 km/h em alto-mar, nos setores Leste e Sul do ciclone até o dia 23 pela manhã. Há previsão de mar grosso a muito grosso, com alturas de ondas entre 3,0 e 5,0 metros em alto-mar até o dia 20 à noite. A condição de tempo severo provocada por este sistema correrá principalmente  em  alto-mar, associada à  chuva  intensa", informa o Inmet em nota.

Tempestade subtropical Jaguar - Fonte: Inmet
Tempestade subtropical Jaguar - Fonte: Inmet

Os institutos meteorológicos acompanham a tempestade desde o domingo (19), quando um sistema de baixa pressão atmosférica se organizou no oceano, entre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, e depois evoluiu para uma depressão subtropical e na segunda-feira se transformou em uma tempestade subtropical, chamada pela Marinha do Brasil de Jaguar.

A Climatempo destaca que a formação de tempestades subtropicais no Atlântico Sul durante o mês de maio é algo raro, pois nesta época do ano as águas do mar não estão mais tão quentes para sustentar esse tipo de instabilidade. "Mas este ano, a costa brasileira ficou anomalamente aquecida, o que tem alimentado fortes áreas de instabilidade em especial no litoral da Região Sudeste desde o início do verão", ressalta.

A tempestade subtropical Jaguar é a segunda a se formar na costa da região Sudeste neste outono. A primeira ocorreu em março de 2019 e foi nomeada de Iba.

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário