Tempo: Centro-Sul do BR terá baixos volumes de chuva pelo menos até o final da próxima semana

Publicado em 12/06/2019 10:24
650 exibições

Imagem de satélite nesta quarta-feira (12) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Imagem de satélite nesta quarta-feira (12) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

A região Centro-Sul do Brasil vai ficar mais alguns dias sem chuva, segundo aponta o modelo Cosmo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Precipitações retornam ao Sul do país apenas na segunda metade da próxima semana e podem não avançar para outras regiões.

Instabilidades devem aparecer para o Sul do país a partir do dia 19, próxima quarta-feira, segundo o modelo do instituto meteorológico brasileiro. No entanto, as precipitações em maiores volumes num primeiro momento devem se concentrar mais sobre o Rio Grande do Sul.

O modelo Cosmo com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias, de 12 a 19 de junho, mostra que altos volumes devem se concentrar sobre o Norte do país, pontos do Rio Grande do Sul, na divisa Argentina e de forma leve em áreas do litoral do Nordeste.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Mapas mais estendidos, do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 12 até 20 de junho, mostram a tendência de que as chuvas avancem sobre todo o Sul no período. No Norte, as precipitações continuarão.

De 20 de junho até 28 de junho, as precipitações mais volumosas voltam a se concentrar sobre áreas ao extremo Norte e também seguem sobre áreas da região Sul e também partes do Sudeste, ainda que de forma isolada e em baixos volumes. A maior parte do país terá tempo firme.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 12 até 28 de junho:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 12 até 28 de junho - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Climatologicamente, segundo dados de normais levantados pelo Inmet em todo o Brasil de 1981 até 2010, está dentro do esperado que as chuvas no mês de junho realmente se concentram mais mesmo sobre as extremidades do país, com boas chuvas sobre o Norte, Sul e pontos litorâneos do Nordeste.

A região Centro-Oeste do Brasil é uma das tiveram menores volumes de chuva em junho. "Uma massa de ar seco predomina sobre toda a Região Centro-Oeste do país, condição que deve permanecer nos próximos dias", diz a Climatempo. A umidade nesta quarta (12) deve cair para 25% e 35%.

Veja o mapa da normal climatológica (1981-2010) em todo o Brasil:

Mapa da normal climatológica (1981-2010) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

A empresa meteorológica destaca que o tempo deve seguir seco nos próximos dias. "A subsidência do ar deixa o tempo aberto, com poucas nuvens e a umidade no ar baixa. Isto permite que o sol esquente a superfície mais rápido, elevando a temperatura", aponta.

A colheita do milho safrinha ainda está acontecendo em Mato Grosso e deve ganhar ritmo nos próximos dias diante dessa previsão de tempo seco. Em Ipiranga do Norte (MT), por exemplo, os trabalhos chegaram a 20%, mas as boas chuvas no desenvolvimento da safra preocupam neste momento.

Segundo Valcir Batista Gheno, presidente do Sindicato Rural de Ipiranga do Norte (MT), o enchimento de grãos foi beneficiado com as chuvas dos últimos meses no estado. No entanto, elas deixaram o cereal com excesso de umidade, o que ocasionou avarias em algumas localidades.

Agora, os produtores se preocupam com a quantidades dos grãos ardidos no momento de fecharem suas vendas e cumprirem os contratos já acertados.

Veja mais:
Sindicato Rural de Ipiranga do Norte/MT confirma milho depositado à céu aberto por avarias, mas descarta falta de espaço

O mapa de precipitação acumulada do Inmet nas últimas 24 horas aponta que os maiores volumes de chuva pelo país foram registrados sobre a maior parte da região Norte e em pontos das regiões Nordeste e Sul, mas com volumes baixos e de forma bastante isolada.

Os cinco maiores volumes de chuva pelo país na última terça-feira, segundo o Inmet, foram registrados nas estações de Belém (PA): 93 mm, Soure (PA): 40,6 mm, São Mateus (ES): 37,7 mm, Rio Urubu (AM): 35,8 mm e São Luís (MA): 27,8 mm.

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas:

Mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Nesta quarta-feira, segundo o Inmet, há aviso de acumulado para áreas do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte.

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Colheita em Boa Esperança (MG). Envio de Bruno Santos.
Colheita em Boa Esperança (MG). Envio de Bruno Santos.

Milho em Caarapó (MS). Envio de Thiago Recalcati
Milho em Caarapó (MS). Envio de Thiago Recalcati

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Clique e envie sua foto ou vídeo! Mande também através do WhatsApp (19) 99767-0241, pelo Instagram@jornalistadotempo ou com a #jornalistadotempo

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário