Tempo seco toma maior parte do Brasil com máximas de quase 40ºC nesta 4ª em TO, RO e PI

Publicado em 21/08/2019 11:55
625 exibições
Maior parte do país seguirá sem chuvas volumosas nos próximos 7 dias; acumulados fracos a moderados ocorrem apenas no Norte, Sul e em partes do Sudeste

Imagem de satélite nesta quarta-feira (21) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Imagem de satélite nesta quarta-feira (21) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

O tempo seco vai predominar sobre a maior parte do país nesta quarta-feira (21), inclusive com previsão de máximas de quase 40ºC durante a tarde nas capitais do Tocantins, Rondônia e Piauí. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) inclusive emitiu vários alertas para o dia.

"Uma grande massa de ar seco continua predominando sobre o Nordeste nos próximos dias, deixando quase toda a região com muito calor e baixa umidade do ar", destacou a Climatempo. Áreas do Nordeste devem ter chuva apenas no final de semana com chegada de uma frente fria.

Veja o mapa com a previsão de temperatura máxima para até 93 horas (21/08 a 24/08) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de temperatura máxima para até 93 horas (21/08 a 24/08) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Em vários pontos dos estados da Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Tocantins a baixa umidade chega a níveis preocupantes. Os alertas valem para durante todo o dia.

"Umidade relativa do ar variando entre 20% e 12%. Risco de incêndios florestais e à saúde. Ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz", destacou o instituto meteorológico nos avisos emitidos para esta terça-feira.

Em áreas dos estados de Maranhão, Pará e Rondônia, o dia também deve ser de baixa umidade, mas os níveis de umidade serão um pouco melhores, o que não descarta a necessidade de atenção. Umidade relativa do ar variando entre 30% e 20%. Baixo risco de incêndios florestais e à saúde.

Veja o mapa das áreas com alertas nesta quarta-feira em todo o Brasil:

Mapa das áreas com alertas nesta quarta-feira em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Tocantins foi o lugar mais quente do Brasil nesta terça-feira, com temperatura máxima em torno de 39ºC em várias áreas do estado. "A capital, Palmas, bateu recorde de calor para 2019 pelo segundo dia consecutivo, mas desta vez a temperatura passou dos 40ºC pela primeira vez este ano", disse a Climatempo.

Esta quarta e quinta-feira devem ser mais um dia quente para Tocantins. De acordo com dados de previsão do Inmet, as máximas nas capitais de TO, RO e PI ficarão próximas dos 40ºC. As temperaturas também ficam altas sobre a maior parte do Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste.

A Climatempo destaca que a maior parte dos estados do Nordeste o tempo deve seguir seco pelo menos até quinta-feira. "O litoral do Maranhão não terá mais chuva. A previsão de chuva fraca e passageira vai ficar para o litoral de Sergipe e Alagoas... Na Bahia, a chuva se concentra no extremo sul do estado.

Veja o mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

O mapa de precipitação acumulada para os próximos sete dias mostra que a maior parte do país seguirá sem chuvas volumosas pelo menos até o dia 28 de agosto. Os acumulados que devem ocorrer pelos próximos dias, ainda que fracos a moderados, vão ocorrer sobre áreas do Norte do país, Sul e partes do Sudeste.

Ainda nesta quarta-feira, segundo o Inmet, ainda há alerta de baixa temperatura para áreas do Espírito Santo.

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 21 até 29 de agosto, as chuvas mais volumosas caem sobre as extremidades do país, com altos volumes no Norte e baixos a moderados acumulados no Sul e áreas do litoral Leste brasileiro.

De 29 de agosto até 06 de setembro, a tendência segue a mesma do mapa anterior pela região Norte do país. Seguem as precipitações fracas a moderadas em áreas do Leste brasileiro. A maior parte da região central ainda terá tempo firme.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 21 de agosto até 06 de setembro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 21 de agosto até 06 de setembro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Francisco de Assis Diniz, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, apresentou no I Fórum Café e Clima esse modelo americano e outros que apontam para um atraso das chuvas para áreas de café nos próximos meses e altas temperaturas. No cinturão de grãos, a situação pode ser ainda mais adversa. Mapas estendidos apontam tendência de veranico no início de 2020.

Veja mais:
» Inmet prevê atraso das chuvas em áreas de café e grãos no Brasil; veranico no início de 2020

Por do sol. Envio de Cleber Ribeiro da Mota
Por do sol. Envio de Cleber Ribeiro da Mota

Colheita de soja para semente em Lagoa da Confusão (TO). Envio Agro Nova Aliança (Família Gasparetto)
Colheita de soja para semente em Lagoa da Confusão (TO). Envio Agro Nova Aliança (Família Gasparetto)

Foto em Unaí (MG). Envio de Thiago Queiroz.
Foto em Unaí (MG). Envio de Thiago Queiroz.

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro.
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro.

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro.
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro.

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro.
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro.

Feijão irrigado em Sorriso (MT). Envio de Eng. Agrônomo Rafael Henrique.
Feijão irrigado em Sorriso (MT). Envio de Eng. Agrônomo Rafael Henrique.

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas e @jornalistadotempo ou use as hashtags #jornalistadotempo ou #imangensdodia

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário