Suínos: Preços estáveis para o vivo em grande parte das praças do país

Publicado em 30/05/2014 13:36 e atualizado em 02/06/2014 11:15 456 exibições

Nesta semana, o suíno vivo manteve estabilidade na maioria das principais praças do país. A única queda registrada na semana foi em Santa Catarina, cujo preço está cotado a R$3,25/kg, representando uma variação de -4,41% em relação ao preço anterior.

No entanto, as expectativas para o mês de junho, que se aproxima, são mais animadoras para os produtores, uma vez que a proximidade do inverno deve impulsionar o consumo, além de a Copa do Mundo atrair turistas para o Brasil que também devem ajudar no aumento da demanda.

Segundo levantamento publicado hoje pelo Centro de Estudos Avançados Em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP, a demanda pelos cortes salgados suínos já se encontra aquecida por conta das baixas temperaturas. O Cepea aponta que a valorização mais expressiva nos últimos dias (de 22 a 29 de maio), de 10%, foi verificada para a costela salgada, cotada na média de R$ 12,55/kg nessa quinta-feira, 29, no atacado do estado de São Paulo. Para o pé e o rabo salgados, as altas foram de 4% no mesmo período, a R$ 6,64/kg e R$ 8,85/kg, respectivamente, na quinta.

Segundo pesquisadores do Cepea, para os cortes in natura, os preços também subiram no período, porém, essas altas estiveram mais atreladas à proximidade do início de mês, quando normalmente o atacado e o varejo se abastecem para atender ao maior consumo pontual.

A proximidade da colheita do milho safrinha traz perspectivas mais tranquilas para o custo de produção, uma vez que a oferta deve aumentar e, consequentemente, o preço do milho deve diminuir.

Confira os preços do suíno vivo nas outras praças nesta sexta-feira (28):

 

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário