Suínos: Demanda externa está aquecida e deve encontrar melhor cenário ainda neste mês

Publicado em 05/06/2014 16:16 e atualizado em 06/06/2014 11:08 377 exibições

A demanda externa para o suíno brasileiro está aquecida, segundo levantamento da Associação Brasileira de Proteína Animal (Abpa). A partir deste mês, as exportações, que caem em receitas mas crescem em volume, devem encontrar um melhor cenário ainda neste mês.

A Diarreia Epidêmica Suína, que afeta os planteis americanos, vem causando cada vez mais impacto no mercado. 11 países limitaram as importações de suínos vivos do país.

Em entrevista ao Mercado & Cia., Losivânio Luiz de Lorenzi, presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos, disse que o cenário deve favorecer as exportações brasileiras de carne suína, já que os planteis do país não foram contaminados pela doença. “Acredito que isso irá favorecer os preços de agora em diante... Nós já tivemos um aumento significativo das exportações em relação ao ano passado, de em torno de 4 mil toneladas de janeiro a abril”.

Lorenzi diz acreditar que os volumes de carne exportados para a Rússia irão aumentar. “Eu acredito que o Brasil venha a ser o maior exportador de carne suína para a Rússia”. Apesar do cenário positivo, os preços para o produtor continuam estáveis.

Os russos, por sua vez, já reabilitaram oito frigoríficos brasileiros e avisaram o governo do Brasil que irão começar a dar um "tratamento especial" ao país. Além do problema com a Diarreia Suína, o conflito com a Ucrânia também entra em jogo. A Ucrânia servia para a Rússia como ponte para a entrada de carnes. Embora a Rússia venha buscando a autonomia no setor de proteínas, ainda é obrigada a buscar parte da carne consumida na Europa, nos Estados Unidos, no Canadá e no Brasil, entre outros países. Os russos conseguem produzir apenas 60% da carne suína consumida.

Os suinocultores já se preocupam com a possibilidade de uma contaminação dos planteis brasileiros. O setor já requisitou a suspensão da importação de animais e restrições para a visita de turistas em planteis brasileiros. “Acreditamos que, se o Brasil conseguir cuidar um pouco mais, vamos conseguir passar por isso”.

Confira os preços do suíno vivo nas principais praças brasileiras nesta quinta-feira (05):

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário