Avicultura espera 2º semestre melhor para compensar início de ano morno

Publicado em 07/07/2014 17:44 e atualizado em 07/07/2014 18:21 202 exibições

A indústria de aves do Brasil dependerá de um bom desempenho no segundo semestre para atingir suas projeções de crescimento para 2014, depois de um primeiro semestre marcado por um consumo mais moderado que o inicialmente previsto, disseram analistas e especialistas.

O aumento das exportações no semestre foi inferior a 1 por cento, ante previsão da expansão da indústria entre 2 e 2,5 por cento. No mercado interno, o desempenho foi semelhante, com o esperado aumento do consumo de carnes durante a Copa do Mundo ficando abaixo do esperado, em meio a preocupações com a inflação e o endividamento da família brasileira.

"Temos que trabalhar para atingir as metas que antes nós pensávamos que eram bem conservadoras, mas que hoje vemos que não são tão conservadoras, mas razoáveis", disse o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra.

Inicialmente, a ABPA estimava uma retomada do consumo interno para os níveis de 2012, quando somou 45 kg por pessoa no ano. O consumo no ano passado foi de 42 kg, e até agora este volume está em torno de 43 kg, segundo o acompanhamento da ABPA.

Leia a reportagem na ínegra no site Reuters

Tags:
Fonte:
Reuters

0 comentário