Publicidade

Primeiro leilão de PEP de laranja de SP e MG acontece nesta quinta-feira (8)

Publicado em 08/11/2012 07:07 598 exibições
Intenção do Governo é tornar esta modalidade de venda semanal.
Nesta quinta-feira, 8 de novembro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, promove o primeiro leilão de Prêmio para Escoamento (PEP) de laranja de São Paulo e Minas Gerais. O volume ofertado é de 250 mil caixas de laranja, com prêmio de R$ 5,82/cx, das variedades Pêra Rio, Natal, Valência e Folha Murcha.

Podem participar do pregão todos os beneficiadores e comerciantes de laranja in natura que pagarem R$ 10,10/cx e que comprovarem a venda do produto para fora dos estados de origem, com exceção de Sergipe, Bahia e Paraná.

Os interessados em participar dos leilões devem procurar um corretor em bolsas de Cereais, de Mercadorias e/ou de Futuros para obter autorização por escrito a fazer as negociações em seu nome. Somente os profissionais credenciados pelas bolsas poderão fazer lances para negociar o prêmio oferecido pelo Governo. O corretor providenciará o cadastramento do cliente na bolsa para a qual opera.

A intenção do Governo Federal é lançar leilões semanais de PEP de laranja, assim como já vem ocorrendo com os de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro), desde o dia 31 de outubro. A medida visa apoiar a comercialização de laranjas ao mercado de fruta fresca.

Saiba mais

A diferença entre PEP e Pepro está em quem participa como arrematantes dos prêmios. No PEP, os participantes são os compradores de laranja diretamente do citricultor que disputam o prêmio em leilão com o compromisso de pagar o preço mínimo de R$ 10,10/cx de laranja ao produtor. No Pepro, são os próprios produtores que participam do processo de arremates.
Tags:
Fonte:
Mapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário