No Twitter, Bolsonaro diz ser canalhice nota sobre manutenção do antidumping do leite

Publicado em 12/02/2019 09:05 e atualizado em 12/02/2019 15:04
5060 exibições

LOGO nalogo

O presidente Jair Bolsonaro publicou em seu Twitter na noite desta segunda-feira (11) que é "mais uma canalhice" a informação de que teria determinado a volta da taxa antidumping do leite em pó.

Tweet Bolsonaro Leite em pó

Bolsonaro postou uma foto com manchete da coluna RadarOnline da Veja, com o título "Bolsonaro determina a Guedes voltar com taxa antidumping do leite em pó" seguida da frase "Mais uma canalhice do @radaronline".

Na semana passada, o governo Bolsonaro decidiu encerrar a cobrança da taxa, válida desde 2001, para o leite em pó importado de países da Europa e Nova Zelândia, chamada de antidumping. A medida foi criticada pelo setor.

A decisão acaba com a cobrança adicional - sobre os 28% do Imposto de Importação - de 13,8% para o produto europeu e de quase 4% para o neozenlandês.

Segundo se sabe, a intenção do governo é dar mais competitividade ao setor, onde a maior concorrência tende a se reverter em preços mais baratos ao consumidor final. 

Entenda o caso:

» Sindilat espera apoio do governo federal após suspensão da taxa de antidumping

» Agricultura estuda medidas para minimizar impactos do fim do antidumping na produção de leite em pó

» FPA reage contra queda de antidumping do leite

Tags:
Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

8 comentários

  • Namir Bertuol Londrina - PR

    Dar maior competitividade ao setor, mas quebrando-o??? Nao dá para entender ...

    3
  • Adilson Rodrigues Londrina - PR

    Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat), Alexandre Guerra, a expectativa agora é que o governo federal também flexibilize outras demandas do setor lácteo nacional, como o programa de escoamento da produção e outras linhas de pré-comercialização do leite. ... Recordou ainda que o Ministério da Agricultura antecipou a criação de uma política nacional do Leite, que beneficiaria a produção nacional. Além disso, no dia 12 de fevereiro ocorrerá a reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite, em Brasília, que terá a participação do Sindilat, onde serão discutidas as demandas do setor.

    1
  • Douglas Gehrke Capitão Leônidas Marques - PR

    Bom, agora eu vendo as vacas.

    1
  • elcio sakai vianópolis - GO

    Estão criticando muito o inicio do governo..., para o governo acertar ou ele vai aprender com os próprios erros ou com os erros dos antigos gestores... Não existe evolução sem sacrifício, com certeza alguns setores sofrerão mais que os outros, pode ter certeza, não será o fim do mundo, no final, toda ação tem uma reação e depois o mercado se ajusta. Não estou aqui pra discutir as dificuldades de cada setor, ninguém é obrigado a trabalhar de escravo, se a sua atividade está ruim, você não é obrigado a continuar com ela, se você não pode parar devido a um grande investimento no passado, então reflita e não cometa o mesmo erro daqui pra frente.
    Infelizmente no setor rural, o pequeno produtor (gado de leite, gado de corte, cereais, silvicultura, etc) é mais penalizado, as mesmas burocracias que é exigido do grande produtor é exigido pro pequeno também, muitos destes guerreiros vivendo na subsistência.
    No caso do leite, reflita um pouco e veja quem é o seu principal sócio na sua atividade, sócio que só participa do lucro e jamais te ajuda no prejuízo. Quanto você paga de ICMS na energia, por quanto a indústria ou cooperativa te paga pelo leite e por quanta ela revende? se vc tem funcionário, qual o custo anual dos impostos trabalhistas? Na maior parte das vezes culpamos os outros pela nossa própria ineficiência, temos que saber julgar melhor nossa atividade e agir mais com a razão em vez da emoção.

    12
    • CÁCIO RIBEIRO DE PAULABELA VISTA DE GOIÁS - GO

      Élcio, em parte você tem razão. No entanto, você, como agricultor, amanhã, se soubesse da notícia de que o Governo, a partir de depois de amanhã, vai taxar a exportação de soja em 20%(pode ser outro valor, claro!!), como faz o Governo Argentino com as RETENCIONES... Qual seria sua reação?? (SERIA DIFERENTE DO SENTIMENTO DE INDIGNAÇÃO??). É mais ou menos o que acontece com o setor LEITEIRO... Com o agravante de que compramos leite ALTAMENTE SUBSIDIADO (da Europa, via Uruguai, por exemplo, o famoso LEITE "TRIANGULADO")! Decisões dessa natureza, para manter o emprego do Cidadão Europeu e pisar no pescoço do Empresário aqui no Brasil!!? É esse o liberalismo econômico que vamos seguir?? Já mediu o custo disso, aqui?? A toque de caixa assim?? Na minha modesta opinião, seria necessário TEMPO para todos se ajustarem... Muitos, como os EUA, por exemplo, em vários setores da Economia, pregam o LIBERALISMO para os OUTROS e agem com PROTECIONISMO!! Assim é muito fácil..!!

      1
    • CÁCIO RIBEIRO DE PAULABELA VISTA DE GOIÁS - GO

      Mais ainda, amigo Élcio, uma medida como essa na SOJICULTURA, obrigaria muitos a se "AJUSTAREM"(dentre as várias formas de ajustes está ABANDONAR A ATIVIDADE, como você propõe no seu texto). Pergunto, em situação semelhante, é fácil assim SAIR DA ATIVIDADE,qualquer que seja ela, mesmo não sendo "OBRIGADO" a ficar? É só dizer: "TÔ VAZANDO"??

      3
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      Prezado Cácio, deixem tripudiarem na carcaça dos leiteiros. O fim da Lei Kandir está ali na esquina. Aí então vamos ver a choradeira . Gostaria de fazer um pedido aos leitores. Quando forem ao supermercado, pesquisem na área de congelados. Vejam de onde vem a batata frita congelada, a cenoura e a ervilha congelada. Bélgica e Holanda. Vocês acreditam que o produtor belga produz batata mais barata do que nosso produtor aqui de Ponta Grossa? Vocês acham que a ervilha da Holanda é mais barato de produzir do que a ervilha de São Paulo? O milagre se chama subsídio na origem. Vocês sabiam que METADE da cebola que o Brasil consome vem da Holanda? Assisti esta reportagem no Canal Rural em 2018. Inacreditável. Perguntei para agricultores que conheço em Castro e Ponta Grossa e eles confirmaram. Um até me ofereceu o carretel de irrigação usado na batata. Ele desistiu. Se é para liberar, que escancare as porteiras. Quero comprar diesel americano, carro chinês, inseticida+herbicida+fungicida chinês, trator da alemanha, e tudo sem imposto. Pode zerar a aliquota de leite, trigo, café, arroz ,lentilha, sagú, etc... Em igualdade de condição, nenhum outro agricultor do MUNDO consegue ganhar do agricultor brasileiro. Nenhum. Por isso, mesmo com todo custo Brasil e políticos nos atrapalhando e empresas nos roubando, os outros países do mundo ficam criando "barreiras sanitárias" contra nossos produtos. Essas barreiras são proteção concedida aos agricultores locais. Por que começaram zerando a tarifa do leite em pó? Por que não começaram com a Petrobras, as máquinas, e outros insumos? É fácil pisar no leiteiro, que na imensa maioria são pequenos produtores. Agricultor foi ensinado a enxergar seu vizinho como concorrente. Ele não consegue ver que se um concorrente está falindo na mesma atividade que ele, alguma coisa está errada. Ele acredita que não vai acontecer com ele, pois se acha mais eficiente, melhor gerente. Tem certeza que será a última árvore da floresta. Sinto em dizer que todos irão cair. No final , os que restarem, serão funcionários assim como são os integrados de frango e suíno. Se acha que estou errado, pesquisem como vão os agricultores americanos, com custo de produção de soja de 55 sacas por hectare. Pesquise a porcentagem de agricultores que não conseguem pagar suas dívidas. Ano passado, a Revista Newsweek divulgou um dado alarmante. A taxa de suicídio entre os agricultores é mais do que o dobro do que a taxa de suicídios entre os veteranos do Iraque e Afeganistão. Vários estados criaram serviços de apoio. Por que? Porque lá, e vai acontecer aqui, se você não pagar a conta do financiamento, você perde sua terra em um ano. Mesmo com subsídios, eles estão assim. Agora imagina no Brasil, sem seguro, com custo Brasil, etc.... Acho que muitos aqui tem razão. Melhor fazer o embornaú e picar a mila da atividade. Deixem outros "mais eficientes" e espertos continuarem. Se ganha muito dinheiro numa atividade que não retorna nem 2% ao ano do capital investido em terras, insumos e máquinas. Realmente somos muito espertos.

      2
    • LEOLIRIO DIONISIO POLETTIVILA NOVA-TOLEDO - PR

      Parabéns pelo comentário senhor Carlos.

      0
    • ELCIO SAKAIVIANÓPOLIS - GO

      Cacio Ribeiro, vou te relatar uma situação que observei..., até hoje só vi duas pessoas desistirem da produção de grãos por vontade própria, uma que estava à beira da morte e outra que mudou de país. Todos os restante que vi desistir, foi porque faliram, perderam tudo ou parte do patrimônio. É ingrato estar numa profissão tendo que pagar com a própria saúde, tempo e muitas das vezes com o próprio dinheiro. Meu avô plantava, meu pai deu sequencia e, por fim, eu também estou na atividade, mas sinceramente eu não sei se quero isto pro meu filho. Você sendo de Bela Vista, cidade vizinha da minha, converse com alguns produtores de soja, veja a produtividade que estão colhendo e qual o preço do arrendamento..., já vou te adiantar, tem muito produtor colhendo mal e pagando um arrendamento de até 15 sacos por há. Produtor com 100% de terra arrendada ou próximo disto, com um custo total de 45 a 53 sacos por hectare e produzindo abaixo de 40 sc/há. Alguém vai ficar sem receber, pois a conta não fecha.... Agora me fale, de quem é a culpa de ter um custo de lavoura tão alto junto com o arrendamento??? é da multinacional, revendas e/ou donos da terra? ou é do próprio produtor, que está colhendo 40sc/há e falando que está colhendo 60 sc/há. Já faz quatro anos que estou diminuindo a quantidade de terras arrendadas e aumentando meu gado de cria, pra intensificar mais a integração lavoura-pecuária. (Obs. Sou produtor com 100% de terra arrendada e com custo alto. Estamos todos no mesmo barco furado, independente da atividade agropecuária).

      0
    • CARLO MELONISAO PAULO - SP

      Carlos eu tambem gostei muito do seu comentario--Muito bom mesmo

      0
  • Dalzir Vitoria Uberlândia - MG

    Canalhice é receber o votos dos pequenos produtores de leite e em 60 dias dar um tapa na cara em quem vende o leite a menos de 90 centavos o litro a mais de um ano...APS engraçado começaram em cima dos mais pequenos...poderiam ter feito em cima da Petrobras...montadoras...Vale...Nestlé..times de futebol...mas é mais fácil pisar em cima dos pequenos produtores rurais...votem em desconhecidos sem nunca ter feito nada...APS que aqui me criticam pelas criticas e só espetar o aumento de juros ao credito rural...etc..etc..ai quero ver o choro...outra coisa o produtor rural está sem ministro...

    35
    • CARLO MELONISAO PAULO - SP

      Pois e' alguem ai mencionou a Petrobras----ELA AUMENTOU O GNV 40% numa tacada so'--

      1
  • Deocleciano Pentello Goiânia - GO

    Então fim da taxa antidumping se mantém

    0
  • Joacir A. Stedile Passo Fundo - RS

    "Segundo se sabe, a intenção do governo é dar mais competitividade ao setor, onde a maior concorrência tende a se reverter em preços mais baratos ao consumidor final."
    No inicio, com a queda da taxa anti-dumping, os preços ficarão mais baratos. Logo adiante, quando os já combalidos produtores de leite estarão dizimados, o consumidor final irá pagar o estrago feito. Ou será que o nosso Governo Federal não sabe que os outros países também usam artifícios para, pelo menos evitar, que o produtor de leite abandone a atividade?

    9
    • DEOCLECIANO PENTELLOGOIÂNIA - GO

      Não existe essa intenção do governo, existe por parte dele que é o ministério da Fazenda, que tomou essa decisão sem consultar o ministério da Agricultura e muito menos os afetados, que são os produtores, é ainda uma pequena amostra do que vem pela frente

      7
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Não Giovanni Lorenzon, Bolsonaro não disse isso, o titulo é tendencioso e falacioso, no texto está explicado, Bolsonaro disse ser uma canalhice da mida Radar afirmar que ele tinha desautorizado o Paulo Guedes, o que é coisa bem diferente de dizer que é canalhice a manutenção da taxa, frase aliás não faz o menor sentido.

    4
    • ARLINDO PONTREMOLEZ VARALTAIBIRAREMA - SP

      Boa tarde . Grande João . Precisamos de gente como você pra cortar essa gente que entra todos os dias no noticias para criticar criticar criticar. Nunca houve um só comentário desse senhor DAlzir que anime , ou faça algo em prol da agricultura brasileira. O melhor e que ele mude para Cuba ou Venezuela fazer agricultura por la , porque a esquerda esta certa sempre como diz ele!! Ademais gostaria de saber a que ele se dedica .Estou seguro que não é agricultor!! Forca João estamos contigo .Brasil acima de tudo e Deus acima de Todos!!

      13
    • DEOCLECIANO PENTELLOGOIÂNIA - GO

      Esse governo Bolsonaro é e será uma esculhambação geral, sou servidor público federal e essa turma que tá chegando não tem experiência nenhuma, estão completamente perdidos e os militares tem sido chamados com a esperança de estabelecer um mínimo de controle da máquina pública, por aqui estão todos perdidos, ninguém se comunica, estamos no segundo mês que não se trabalha, pois todas as chefias foram exoneradas e ainda não ocupadas, não tem chefe nem pra mandar no copeiro, é uma piada o que está acontecendo, piada que vai custar caro ao Brasil, tiraram o PT e colocaram um bando de despreparados

      23
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Sr. Deocleciano, me desculpe. Será que entendi direito? ... ... No seu entendimento com o PT estava melhor do que agora? ... ... Se a resposta for positiva, vou começar a desconfiar da sua integridade moral ... ... ...

      2
    • ARLINDO PONTREMOLEZ VARALTAIBIRAREMA - SP

      Esse governo Bolsonaro é e será uma esculhambação geral, sou servidor público federal !! Interessante sr Deoclesiano o se diz ser funcionario publico a bastante tempo. Sera que tabalhando a bastante tempo ainda nao conseguem desempenhar o seu trabalho ainda que esteja sem chefe!!?? O pessoal nao trabalha porque sao empregados do governo se fossem donos do seu propio negocio e dependessem dele para sobreviver e pagar impostos e salarios estou seguroq ue o fariam diferente!! Nos os agricultores e pecuaristas leiteiros , com ou sem governo temos que semear e tirar leite faca chuva ou faca sol e arriscar todo nosso capital a cada ano para alimentar a nacao!! Se os empregados publicos tivessem o mesmo peso nas costas que os do agro , estou seguro de que todos estariam trabalhando e bastante mesmo sem jefe. Pör isso e que as empresas manejadas pelo governo sao improdutivas sem excessoes, Nao se necessita prodizior para receber salarios!! A maior parte dos fun cionarios com raras excessoes nao precisam gerar lucro porque trabalhando ou nao o dia 30 de cada mes cai na conta $$$$. dos brasilerios. FAca o seu melhor e o pais vai melhorar , porque pior que estava com os PETRALHAS impossivel ficar!! Nos seguiremos alimentando essa nacao!!!

      1
    • DEOCLECIANO PENTELLOGOIÂNIA - GO

      Sr. Arlindo, aproveito a oportunidade pra lhe explicar um pouco de como funciona um pouco do funcionamento do serviço público: servidor público recebe do "chefe" um processo para analisar, quando o servidor conclui a análise, o devolve ao "chefe" que dará prosseguimento, portanto se não há chefe, nenhum processo chega ao servidor para ser analisado, fica tudo parado, as mesas ficam vazias. As chefias são as autoridades para encaminhar processos, como os chefes foram exonerados, não temos autoridades, qualquer iniciativa independente do servidor trabalhador, é ilegal, compreendeu? O que esse governo atual fez, foi antes de conhecer a enorme máquina pública e aos poucos trocando as chefias, foi exonerar todos por decreto, são milhares de chefias vazias, com milhares de servidores públicos parados, total falta de conhecimento do funcionamento das coisas, simples assim.

      0
    • DEOCLECIANO PENTELLOGOIÂNIA - GO

      Sr. Paulo, vamos aos fatos, em apenas dois meses: Flávio Bolsonaro, Queiroz e seus laranjas; Moro o paladino da justiça não pia e requenta proposta meia boa pra segurança pública; ministro do turismo e seus laranjas; Bibiano e seus laranjas; Damares mutcho doida; Ernesto Araújo mutcho doidão quer treta com árabes, chineses e venezuelanos. Mais que minha integridade moral, tô começando a ficar preocupado com integridade física minha e do Brasil, boa chances desse governo não acabar e, acabamos juntos com ele.

      0